Bolívia, Chile e Peru anunciam fechamento de fronteiras ou suspensão de voos

Em 27 de março, a Argentina havia suspendido voos de entrada do Brasil, Chile e México para conter o avanço da Covid-19

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Após a Argentina, que em 27 de março suspendeu voos de entrada do Brasil, Chile e México para conter o avanço da Covid-19, outros países da América do Sul adicionaram medidas de contingenciamento contra a pandemia e as novas variantes do coronavírus. Nesta quinta-feira (1º), Bolívia, Chile e Peru anunciaram o fechamento de fronteiras ou suspensão de voos. 

Em sua conta oficial no Twitter, o presidente boliviano, Luis Arce, anunciou o fechamento de toda a fronteira entre Bolívia e Brasil pelo período de sete dias a partir da meia noite desta sexta-feira (2).

“No marco das medidas para proteger a população, instruímos o fechamento temporário das fronteiras com o Brasil por sete dias. Os Ministérios da Saúde, do Governo da Bolívia e das Relações Exteriores providenciarão o fechamento temporário de outros pontos, com base na situação epidemiológica”, diz a publicação. O anúncio foi confirmado pelo ministro da Saúde da Bolívia, Jeyzon Auza. 

O presidente ainda completou que, caso a circulação de novas variantes da Covid-19 seja confirmada em municípios da fronteira com o Brasil, as entidades responsáveis devem determinar a quarentena e rastreio das pessoas infectadas “estabelecendo controles para sua mitigação, pelo tempo que for necessário”, escreveu. 

Chileno usa máscara contra novo coronavírus
Funcionário de loja em Viña del Mar, no Chile, usa máscara para se proteger do novo coronavírus
Foto: Rodrigo Garrido – 14.mar.2020/ Reuters

 

O Peru, por sua vez, prorrogou até o dia 15 de abril a suspensão de voos do Brasil, Reino Unido e África do Sul. Assim como no caso da Bolívia, a medida busca evitar a circulação de novas variantes do coronavírus, consideradas mais contagiosas e de risco mais elevado. O decreto foi publicado no Diario Oficial desta quinta-feira (1º) e considera “a situação epidemiológica da Covid-19 em desenvolvimento, com a confirmação de uma variante do Sars-Cov-2”. Os voos saídos do Brasil estão proibidos no Peru desde o dia 26 de janeiro. 

O Chile publicou uma nota, divulgada pela subsecretária de Prevenção de Delito, Katherine Martorell, que confirma o fechamento das fronteiras do país a partir do dia 5 de abril (segunda-feira), às 5 horas da manhã no horário local. A medida será válida por um mês, portanto até o dia 5 maio, porém o governo deve reavaliar a medida após o prazo. 

Ainda segundo Martorell, pessoas que apresentem uma “situação extraordinária” poderão solicitar uma autorização de viagem, que será avaliada pelo governo. A subsecretária explica que as exceções devem ocorrer por motivos “urgentes e qualificados como caráter humanitário”, como tratamentos de saúde realizados no país. 

Mais Recentes da CNN