Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    COP27: Mundo está a caminho de aumentar as emissões em 10,6% até 2030, diz relatório da ONU

    Painel Intergovernamental da ONU sobre Mudanças Climáticas diz que uma redução de 43% nas emissões até 2030 é necessária para limitar o aquecimento a 1,5 graus Celsius acima das temperaturas pré-industriais

    Gloria Dickieda Reuters

    em Londres

    Se os países cumprirem seus atuais compromissos climáticos, as emissões globais de gases de efeito estufa aumentarão 10,6% até 2030 em comparação com os níveis de 2010, de acordo com um relatório das Nações Unidas (ONU) divulgado nesta quarta-feira (26).

    O Painel Intergovernamental da ONU sobre Mudanças Climáticas diz que uma redução de 43% nas emissões até 2030 é necessária para limitar o aquecimento a 1,5 graus Celsius acima das temperaturas pré-industriais.

    Com a expectativa de que os líderes mundiais se reúnam em Sharm el-Sheikh, no Egito, para a cúpula climática da COP27 a partir de 6 de novembro, especialistas disseram que mais ações são necessárias com urgência.

    “Na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas em Glasgow no ano passado, todos os países concordaram em revisitar e fortalecer seus planos climáticos”, disse Simon Stiell, secretário-executivo de Mudanças Climáticas da ONU em um comunicado. “O fato de apenas 24 planos climáticos novos ou atualizados terem sido apresentados desde a COP26 é decepcionante”.

    Estes incluem Bolívia, Vanuatu e Uganda, bem como as grandes nações emissoras da Índia e da Indonésia. Este último, que vê a maioria das emissões vir do desmatamento e da remoção de turfeiras, agora diz que reduzirá os níveis de emissões em pelo menos 31,89% até 2030.

    Globalmente, promessas inadequadas colocam o mundo no caminho de um aquecimento de 2,5°C até 2100.

    Ainda assim, um aumento de 10,6% nas emissões representa um pequeno avanço. A avaliação da ONU do ano passado apontou que os países estavam a caminho de aumentar as emissões em 13,7% até 2030.

    (Edição de Janet Lawrence)