Coreia do Sul planeja oferecer vacinas contra Covid-19 para norte-coreanos

Dois anos após início da pandemia, Coreia do Norte relatou nesta sexta-feira (13) primeira morte pelo novo coronavírus no país

Pessoas usam máscaras na capital da Coreia do Norte, Pyongyang
Pessoas usam máscaras na capital da Coreia do Norte, Pyongyang Foto: Reuters

Soo-hyang Choida Reuters

Ouvir notícia

A Coreia do Sul planeja fornecer vacinas contra a Covid-19 e outros suprimentos médicos aos norte-coreanos, disse o gabinete do presidente Yoon Suk-yeol nesta sexta-feira (13), um dia após o país vizinho confirmar seu primeiro surto do novo coronavírus.

“Vamos discutir planos detalhados de assistência com a Coreia do Norte“, disse o porta-voz de Yoon em um comunicado.

Pelo menos uma pessoa teve a morte confirmada por Covid-19 na Coreia do Norte, informou a mídia estatal na sexta-feira (horário local), nas primeiras estatísticas desse tipo, depois que o país confirmou seu primeiro surto desde o início da pandemia.

Atualmente, cerca de 187.800 pessoas estão em isolamento depois que uma febre de origem não identificada se espalhou no país desde o final de abril, segundo a agência de notícias estatal KCNA.

O líder norte-coreano, Kim Jong Un, visitou o centro de comando antivírus após declarar “grave emergência de Estado” e ordenar um lockdown nacional.

Mais Recentes da CNN