Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Cortes de energia no Equador vão continuar, avisa governo de Noboa

    Presidente do país anunciou medidas para contornar crise no setor elétrico, que se arrasta por meses

    Presidente do Equador, Daniel Noboa
    Presidente do Equador, Daniel Noboa 08/04/2024REUTERS/Karen Toro

    Da CNN

    O Ministério de Energia e Minas do Equador informou em comunicado na segunda-feira (22) que os cortes no serviço elétrico permanecerão em todo o país porque a hidrelétrica de Mazar, uma das principais fontes de energia do território, “continua em processo de recuperação”.

    Nos últimos dias, os equatorianos de várias províncias estão vivendo os efeitos da crise elétrica. Em fevereiro, o governo tinha interrompido os cortes, que voltaram a atingir o país em abril. Empresas chegaram a fechar os escritórios por causa da falta de energia.

    O presidente do país, Daniel Noboa, declarou emergência no setor elétrico, anunciou que as interrupções voltariam, solicitou a renúncia da então ministra da Energia, Andrea Arrobo.

    Ao mesmo tempo, Noboa anunciou o início de uma investigação por suposta sabotagem no setor elétrico, que teria como objetivo afetar os resultados de um referendo que o governo fez no último domingo sobre, principalmente, a segurança do país.

    Noboa nomeou o Ministro dos Transportes e Obras Públicas, Roberto Luque, como substituto novo ministro de Energia.

    No último comunicado, o Ministério afirmou que “a crise climática e os anos de falta de investimento vão agravar a situação energética do país”.

    A pasta indicou ainda que algumas medidas que o governo vai tomar para enfrentar o problema incluem a revitalização de um site sobre cortes de energia e a análise de licitações para que empresas privadas possam fornecer serviços de eletrecidade.