Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo do Tibete diz que Dalai Lama foi “rotulado injustamente” após vídeo

    Líder espiritual budista foi filmado no momento em que aparece pedindo a uma criança que chupe a sua língua

    Líder espiritual do Tibet Dalai Lama durante entrevista coletiva em Londonderry, na Irlanda do Norte
    Líder espiritual do Tibet Dalai Lama durante entrevista coletiva em Londonderry, na Irlanda do Norte 11/09/2017 REUTERS/Clodagh Kilcoyne

    Por Rupam Jain, da Reuters

    O chefe do governo exilado do Tibete defendeu nesta quinta-feira (14) o Dalai Lama após a divulgação de um vídeo no qual ele aparece pedindo a um menino para que chupasse sua língua. Ele afirmou que o incidente demonstrou o lado inocente e afetuoso do líder espiritual.

    O vencedor do Prêmio Nobel da Paz se desculpou depois que a filmagem de um evento público, que também o mostra aparentemente dando um beijo na boca do menino, viralizou, levando a uma onda de comentários nas redes sociais de que seu comportamento era equivalente a um abuso.

    Penpa Tsering, o Sikyong (líder político) da Administração Tibetana Central, exilada, disse que o Dalai Lama foi “injustamente rotulado com todos os tipos de nomes que realmente ferem o sentimento de todos os seus seguidores”.

    O “comportamento de avô inocente e afetuoso” do homem de 87 anos mostrado na filmagem foi mal interpretado, disse Tsering a repórteres em Nova Délhi, acrescentando que uma vida de celibato e prática espiritual levou o Dalai Lama “além dos prazeres sensoriais”.

    O videoclipe, filmado em fevereiro e divulgado este mês, já foi visto mais de um milhão de vezes no Twitter.

    Tsering disse que as investigações mostraram que “fontes pró-chinesas” estiveram envolvidas em torná-lo viral, acrescentando que “o recorte político deste incidente não pode ser ignorado”.

    Funcionários da embaixada chinesa em Nova Délhi não estavam imediatamente disponíveis para comentar.

    O Dalai Lama fugiu para a Índia em 1959 após um levante fracassado contra o domínio chinês no Tibete. Os militares da China marcharam e assumiram o controle em 1951.

    Tópicos

    Tópicos