Deslizamento de terra em resort em Bariloche deixa três turistas uruguaios mortos

Lama atingiu três quartos e um corredor do complexo turístico; incidente aconteceu na última segunda-feira (6)

Lama atingiu instalações do Villa Huinid Bustillo, em Bariloche
Lama atingiu instalações do Villa Huinid Bustillo, em Bariloche Reprodução/Huinid Bustillo Hotel

Ana Victoria Cucalónda CNN

Argentina

Ouvir notícia

Três turistas uruguaios morreram em Bariloche, na Argentina, em decorrência de um deslizamento de terra que afetou três quartos e um corredor de um complexo turístico.

O Ministério Público de Bariloche confirmou que, durante as primeiras horas desta quarta -feira (8), os socorristas encontraram os corpos sem vida de dois turistas uruguaios que estavam desaparecidos após o incidente, que aconteceu na segunda-feira (6) à tarde no complexo turístico de Villa Huinid Bustillo.

Ambos foram encontrados nos quartos onde estavam hospedados e transferidos ao IML local para a realização de autópsia, informaram as autoridades em comunicado.

Essas vítimas se juntam a outro turista uruguaio que morreu depois de ficar preso dentro de um dos quartos do hotel e foi encontrado na terça-feira (7), de acordo com Patricia Díaz, subsecretária de proteção civil de Bariloche, que também também afirmou que outras três pessoas ficaram feridas.

“Uma filtração de água abaixo dos gabiões, que mantinham a estrutura de terra, gerou o deslizamento neste local, até que a lama chegou ao prédio do Bustillo Hotel. Ela entrou pelas janelas dos quartos, afetando três deles e o corredor do primeiro andar”, explicou Díaz.

A Embaixada do Uruguai na Argentina disse em uma declaração que está em contato direto com as famílias das vítimas, prestando todo o suporte necessário, e que enviarão representantes para Bariloche para agilizar os procedimentos relevantes.

O Ministério Público de Bariloche acrescentou que “está trabalhando em todas as teorias do caso e avaliando as evidências para determinar as circunstâncias que levaram a esse fato”.

Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

versão original

Mais Recentes da CNN