Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Diamante rosa de 170 quilates descoberto em Angola pode ser o maior achado em 300 anos

    Chamada de "Rosa de Lulo", pedra deve ser lapidada para futuro leilão internacional

    Diamante rosa de 170 quilates
    Diamante rosa de 170 quilates Lucapa Diamond Company

    Ingrid Oliveirada CNN

    em São Paulo

    A empresa australiana Lucapa Diamond Company informou nesta quarta-feira (27) que descobriu um diamante rosa de 170 quilates (ou 34 gramas), em uma mina localizada em Angola.

    A pedra rosa é uma “descoberta histórica”, segundo a companhia, pois acredita-se que seja o maior diamante rosa nos últimos 300 anos.

    O diamante recebeu o nome de “Rosa do Lulo” em homenagem ao local que foi descoberto.

    De acordo com um comunicado, a concessão do Lulo possui os dois maiores diamantes recuperados em Angola, sendo o Rosa do Lulo é o 5º maior diamante e o 27º com mais de 100 quilates já encontrado na mina.

    O maior, chamado de “Pedra 4 de Fevereiro”, tem 404 quilates.

    Diamantino Azevedo, Ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás do país disse no comunicado que “este recorde mostra como a Angola continua importante no cenário mundial para a mineração de diamantes”.

    O “Rosa do Lulo” deverá ser lapidado, um processo em que ele perde parte do seu peso, mas que o torna uma joia límpida valiosa.

    A peça será vendia em um leilão internacional realizado pela Sodiam E.P, Empresa de Marketing de Diamantes da Angola, diz o comunicado

    Para Azevedo, a descoberta “demonstra o potencial e as recompensas pelo compromisso e investimento em uma crescente indústria de mineração de diamantes.”