Estados Unidos registram protestos motivados pelas eleições


Da CNN, em São Paulo
05 de novembro de 2020 às 04:48


 

A noite desta quarta-feira (4) e a madrugada desta quinta (5) nos Estados Unidos foram marcadas por protestos em pelo menos 3 grandes cidades.

O maior protesto aconteceu em Portland, no estado do Oregon, onde pelo menos 10 pessoas foram presas no centro da cidade. Os manifestantes foram às ruas contra os pedidos de recontagem de votos por parte do republicano Donald Trump.

A polícia apreendeu fogos de artifício, martelos e um rifle após as manifestações. A governadora do Oregon, Kate Brown, ativou a guarda estadual em resposta à "violência generalizada" na noite após a votação da eleição presidencial.

Leia também:
Republicano morto por Covid-19 provavelmente venceu eleição na Dakota do Norte
Trump se mostrou pronto para abusar de poder federal, diz jornalista americano
Aborto, drogas e nova bandeira: as outras questões votadas nas eleições dos EUA

Phoenix

A cidade de Phoenix, no estado do Arizona, também foi alvo de protestos. Apoiadores de Trump cercaram um local de votação pedindo a paralisação da contagem.

Nova York

Manifestantes também realizaram protestos em Nova York, na ilha de Manhattan, região central da cidade. Segundo a agência Reuters, 12 pessoas foram presas nesse protesto.

A apuração ainda prossegue nos Estados Unidos. Joe Biden venceu em Michigan e se aproximou do total de 270 delegados, número necessário para conquistar a presidência.

Protestos em Phoenix, no estado americano do Arizona  (05.nov.2020)
Protestos em Phoenix, no estado americano do Arizona (05.nov.2020)
Foto: CNN Brasil

(Edição: André Rigue)