Pela 1ª vez EUA terá segundo-cavalheiro: Douglas Emhoff, marido de Kamala Harris

A vice-presidente democrata conheceu o marido em um encontro às cegas em 2013

Por Kate Sullivan, Kyung Lah e Veronica Stracqualursi, da CNN
08 de novembro de 2020 às 01:30 | Atualizado 08 de novembro de 2020 às 02:15
Douglas Emhoff e Kamala Harris
Douglas Emhoff e Kamala Harris
Foto: Instagram/ Reprodução


 

 

Douglas Emhoff, marido da vice-presidente eleita Kamala Harris, será o primeiro marido de uma vice-presidente americana a partir de janeiro. O "segundo-cavalheiro" - ou "consorte", outro nome que pode ser utilizado para se referir à posição -, a exemplo da mulher, está fazendo história.

Emhoff é judeu e é desde 2014 casado com Harris, senadora democrata da Califórnia que é a primeira mulher e a primeira pessoa negra e com ascedência sul-asiática a assumir o cargo. 

"Tão orgulhoso de você", Emhoff tuitou no sábado após a confirmação da vitória da chapa Joe Biden-Kamala Harris, com uma foto dele e Harris se abraçando.

 

O futuro segundo-cavalheiro dos EUA é um advogado de entretenimento de sucesso e foi uma presença silenciosa na campanha eleitoral da mulher, que chegou a ser pré-candidata para concorrer como presidente pelo partido democrata. Harris abandonou a corrida das primárias em dezembro e juntou-se a Biden como seu companheiro de chapa em agosto.

Emhoff se esquivava dos holofotes e costumava ser visto nos bastidores ou em meio à multidão nos eventos de Harris vestindo uma camiseta com a estampa "Kamala". Nas redes sociais, porém, ele é bastante ativo.

Leia também:
Kamala Harris: 'Vocês escolheram a esperança, a unidade, a ciência e a verdade'

'Sou 1ª mulher aqui, não serei a última': Leia o discurso de Kamala Harris

Kamala Harris: quem é a primeira mulher negra eleita vice-presidente nos EUA


Emhoff atraiu atenção no ano passado, quando subiu ao palco para proteger Harris depois que um manifestante chegou perto o suficiente da senadora para pegar seu microfone. Ele também defendeu a democrata quando Donald Trump Jr., filho do presidente, retuitou que Harris não seria "uma negra americana porque seus pais imigraram da Jamaica e da Índia".

Harris e Emhoff se conheceram em encontro às cegas em 2013, com o intermédio do melhor amigo de Harris quando Harris ela era procuradora-geral da Califórnia. Emhoff era, na época, divorciado de Kerstin Emhoff, com quem tem dois filhos, Cole e Ella.

Os dois se casaram em 2014, após um rápido namoro. O matrimônio foi realizado em Santa Bárbara no final daquele ano, em uma cerimônia oficializada pela irmã de Harris, Maya.

Harris escreveu na revista Elle em maio de 2019 que seus enteados criaram lhe deram o apelido de "momala" alguns anos depois que ela e Emhoff se casaram porque preferiam o termo a "madrasta".

"Minha família é tudo para mim. E tive muitos títulos ao longo da minha carreira e, certamente, 'vice-presidente' será ótimo, mas 'vomala' sempre será aquele que significa mais", disse Harris em seu primeiro discurso depois que Biden a escolheu para concorrer com ele à Casa Branca.

* Maeve Reston contribuiu para esta reportagem