Elizabeth II completa 95 anos na próxima quarta-feira (21) e seguirá sua função

Especialista em realeza diz que rituais fúnebres para a rainha já vêm sendo planejados e é um dos planos mais discutidos e reservados do governo britânico

Rainha Elizabeth II chega em funeral de Príncipe Philip
Rainha Elizabeth II chega em funeral de Príncipe Philip Foto: Victoria Jones - WPA Pool/Getty Images

Produzido por Vinícius Tadeu

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Neste sábado (17), a Rainha Elizabeth II se despediu de seu marido e companheiro de vida por sete décadas. Príncipe Philip foi enterrado na Capela de São Jorge, que fica nas dependências do Palácio de Windsor. Elizabeth II, que completará 95 anos na próxima quarta-feira (21), segue à frente de sua função na realeza.

“Na semana que vem, a rainha vai completar 95 anos, evidentemente que já está em uma idade muito avançada, porém não parece que vai renunciar à função”, diz Renato de Almeida Vieira e Silva, professor universitário e especialista em realeza.

Segundo ele, dificilmente um rei ou rainha britânicos deixam o cargo antes da própria morte. “Isso aconteceu raríssimas vezes, e, no caso de Elizabeth II, mesmo sozinha, ela vai manter a titularidade da coroa”, comenta.

O especialista relembra que a mãe da rainha desempenhou seu papel público até poucos meses antes de morrer aos 101 anos. “Eu sempre destaco que a rainha deve ter herdado o DNA de sua mãe.”

Almeida Vieira e Silva disse ainda que o funeral da rainha Elizabeth II vem sendo planejado.

“Este ritual já vem sendo discutido, e existe um plano que envolve desde o momento do anúncio, todas as etapas que devem acontecer — a presença na internet, na televisão —, como será feito o anúncio e até como tratar o estado de comoção nacional que, com certeza, haverá, porque a rainha é unanimidade. Você pode ter algumas restrições em relação à coroa britânica, mas não há restrições consideráveis em relação ao papel exercido pela rainha ao longo de seu longo reinado”, explica.

Segundo ele, o ritual fúnebre de Elizabeth II não se dará apenas no momento do enterro. 

“Será um funeral de Estado que terá, evidentemente, um ritual muito maior. E, acredito que, se não houver nenhum impedimento para que as pessoas possam ir às ruas, ele vai atrair um grande número de pessoas das mais variadas partes do mundo, pois haverá um cortejo de grandes proporções”, diz.

Mais Recentes da CNN