Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em campanha por Massa, marqueteiros do PT reforçam ataques a Milei na Argentina

    Equipe petista está na campanha do candidato peronista desde setembro; publicitários tentam impedir uma vitória do oposicionista no primeiro turno

    Presidenciáveis Sergio Massa e Javier Milei
    Presidenciáveis Sergio Massa e Javier Milei REUTERS/Matias Baglietto e Tomas Cuesta/Getty Images

    Gabriela Pradoda CNN

    Brasília

    Marqueteiros do PT que trabalham para o candidato governista Sergio Massa, na Argentina, reforçam os ataques a Javier Milei na reta final da campanha. O primeiro turno das eleições presidenciais ocorre neste domingo (22).

    A equipe petista está na campanha do candidato peronista desde setembro. Os publicitários tentam impedir uma vitória do oposicionista no primeiro turno.

    Apresentando-se como “anarcocapitalista” e outsider na política, com ideias que vão da dolarização da economia à facilitação do porte de armas, Milei é fã declarado de Donald Trump e recebeu apoio público do ex-presidente Jair Bolsonaro.

    A principal atuação dos marqueteiros agora é nas redes sociais, com produção de conteúdos e análise de dados. Eles aproveitam os últimos dias para explorar as declarações controversas de Milei, como os ataques ao papa Francisco.

    Javier Milei chegou a dizer que o papa tem “afinidade com comunistas assassinos”, mas depois pediu desculpas pela declaração.

    Nos últimos dias, as redes sociais de Massa publicaram conteúdos em encontros com jovens, artistas e produtores culturais, além de uma fala do candidato com um pedido para que os argentinos se dirijam às urnas com a bandeira do país.

    Os marqueteiros escalados pelo candidato do presidente Alberto Fernández foram Otávio Antunes, Raul Rabelo e Halley Arrais.

    Otávio Antunes fez a campanha para o governo de São Paulo do atual ministro da Fazenda, Fernando Haddad, em 2022, além das campanhas de Gustavo Petró, na Colômbia, e de Efraín Alegre, candidato derrotado no Paraguai.

    Raul Rabelo esteve na campanha de Lula no ano passado. Halley Arrais trabalhou com o candidato Edegar Pretto na disputa pelo governo do Rio Grande do Sul.