Equador decreta ‘estado de exceção’ e toque de recolher em 8 regiões

Entre as ações também foi decretado toque de recolher entre 2 e 9 de abril das 20h às 5h

Vitória Cócolo, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente do Equador, Lenín Moreno, decretou “estado de exceção” por um mês em oito províncias do país, para tentar conter o contágio da Covid-19.

A medida foi publicada, na madrugada desta sexta-feira (2), no Twitter, onde o mandatário anexou o documento.

Presidente do Equador, Lenin Moreno, reage na chuva em Guayaquil, em janeiro de
Presidente do Equador, Lenin Moreno, reage na chuva em Guayaquil, em janeiro de 2021
Foto: REUTERS/Santiago Arcos

Entre as ações, também foi decretado toque de recolher entre 2 e 9 de abril das 20h às 5h. As regiões afetadas são: Pichincha, Guayas, Manabí, Azuay, Loja, Santo Domingo, El Oro e Esmeraldas.

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o país tem 330.388 casos de Covid-19 confirmados e 16.877 mortes.

Mais Recentes da CNN