Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Esculturas de ouro de mais de US$ 1,3 milhão são roubadas de exposição de arte na Itália

    Investigações sobre o crime estão em andamento

    A exposição, chamada "Come un oro caldo e fluido" ("Como ouro quente e fluido", do italiano), foi inaugurada no final de dezembro
    A exposição, chamada "Come un oro caldo e fluido" ("Como ouro quente e fluido", do italiano), foi inaugurada no final de dezembro Divulgação/Vittoriale degli Italiani

    Catherine Nichollsda CNN

    Cerca de 50 obras de arte em ouro criadas pelo escultor italiano Umberto Mastroianni foram roubadas de uma exposição perto do Lago de Garda, na Itália, na noite de quarta-feira (6), disse à CNN o anfitrião da exposição, a propriedade Vittoriale degli Italiani.

    O porta-voz disse que as 49 obras de arte roubadas valiam € 1,2 milhão (mais de US$ 1,3 milhão).

    Uma das peças, chamada “Uomo/Donna” (Homem/Mulher), foi encontrada mais tarde no terreno do complexo de exposições, mas as outras 48 peças ainda estão faltando, disse à CNN.

    A exposição, chamada “Come un oro caldo e fluido” (“Como ouro quente e fluido”, do italiano), foi inaugurada no final de dezembro e estava programada para fechar na sexta-feira (8).

    As investigações sobre o roubo estão em andamento, acrescentou o porta-voz.

    Giordano Bruno Guerri, diretor da propriedade, disse acreditar que o roubo foi obra de uma “quadrilha altamente especializada”.

    “Nossos sistemas de alarme são muito extensos e já são do mais alto nível; evidentemente, fomos atacados por uma gangue altamente especializada”, disse Guerri, segundo a AFP.

    Este conteúdo foi criado originalmente em espanhol.

    versão original