‘Estamos empolgados’, dizem ingleses sobre reabertura de pubs e comércio

Cidades da Inglaterra registraram filas enormes de clientes no primeiro dia da flexibilização das medidas restritivas no país

Da Reuters

Ouvir notícia

Filas se formaram diante de lojas, pubs começaram a vender cerveja à meia-noite e cabeleireiros acolheram clientes desesperados nesta segunda-feira (12), quando a Inglaterra começou a reativar a economia após três meses de lockdown.

Depois de impor as restrições mais onerosas ao Reino Unido em tempos de paz, o primeiro-ministro, Boris Johnson, disse que a reabertura é um “grande passo” rumo à liberdade, mas fez um apelo para que as pessoas se comportem responsavelmente, já que o coronavírus ainda é uma ameaça.

Algumas pessoas fizeram filas em bares após a meia-noite ou de manhã para brindar.

 “É bom estar de volta”, disse Matthew McGuinness, um estudante de 21 anos, à Reuters no jardim amplo do pub Wetherspoon’s Fox on the Hill, no sul de Londres. “Eu não ia querer estar trabalhando atrás do balcão aqui esta noite. Vai ser absurdo.”

Induzir as pessoas a voltarem a gastar é crucial para a recuperação britânica, já que dados oficiais mostraram que 2020 foi o pior ano para a economia em mais de três séculos, com queda de 9,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

A loja de departamentos John Lewis disse que vidraria e presentes se mostraram os itens mais populares agora que os compradores se preparam para voltar a receber amigos e familiares, e antes da reabertura viu um aumento de mais de 200% na venda de vestidos.

“Estou muito empolgada de ver meus clientes”, disse a cabeleireira Maggie Grieve ao reabrir seu salão Beaucatcher para um lista longa de agendamentos.

Garçonete serve clientes em pub da Inglaterra
Garçonete serve clientes em pub da Inglaterra
Foto: Reuters

Mais Recentes da CNN