Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ex-assessor de Trump, Steve Bannon é condenado por desacato ao Congresso

    Ex-conselheiro enfrenta uma sentença mínima de 30 dias de prisão; ele foi considerado culpado por duas acusações: recusa em comparecer em depoimento e recusa a apresentar documentos

    CNN

    Um júri federal condenou, nesta sexta-feira (22), o ex-assessor de Donald Trump Steve Bannon por desacato ao Congresso ao desafiar não cumprir uma intimação do Comitê Seleto da Câmara que investiga o ataque ao Capitólio em 6 de janeiro de 2021.

    Após dois dias de audiência de provas e depoimentos de testemunhas, o júri chegou a um veredicto unânime em menos de três horas.

    Bannon foi considerado culpado por duas acusações: recusa em comparecer em depoimento e recusa a apresentar documentos.

    O juiz distrital Carl Nichols informou que a pena de Bannon será definida em 21 de outubro.

    O ex-conselheiro enfrenta uma sentença mínima de 30 dias de prisão, de acordo com a lei dos Estados Unidos.

    Em um comunicado de imprensa do Departamento de Justiça divulgando após condenação, o procurador do Distrito de Columbia, Matthew Graves, enfatizou que a “intimação a Stephen Bannon não era um convite que pudesse ser rejeitado ou ignorado”.

    “Senhor Bannon tinha a obrigação de comparecer perante o Comitê de Seleção da Câmara para dar testemunho e fornecer documentos. Sua recusa em fazê-lo foi deliberada e agora um júri decidiu que ele deve pagar as consequências”, apontou Graves.

    Steven M. D’Antuono, diretor assistente encarregado do escritório de campo do FBI em Washington, disse no comunicado que “os princípios de nosso governo dependem de cidadãos que aderem às regras de lei estabelecidas”.

    “Ferramentas legais, como intimações e outras ordens legais, são críticas em nosso sistema de governo”, completou D’Antuono.

    *Com informações de Katelyn Polantz e Tierney Sneed