Facebook e Instagram manterão contas de Trump bloqueadas até a posse de Biden

Mark Zuckerberg, CEO da rede social, afirmou que riscos de permitir que presidente dos EUA continue a usar os serviços durante esse período são grandes demais

Contas de Trump no Facebook e no Instagram permanecerão bloqueadas, pelo menos, até a posse de Biden
Contas de Trump no Facebook e no Instagram permanecerão bloqueadas, pelo menos, até a posse de Biden Foto: Reprodução/DonaldTrump/Facebook

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O Facebook e o Instagram vão estender o bloqueio das contas do presidente dos EUA, Donald Trump, por pelo menos mais duas semanas até que a transição presidencial seja concluída e Joe Biden assuma a presidência, anunciou nesta quinta-feira (7) Mark Zuckerberg.

Em uma publicação no próprio Facebook, o CEO da rede social afirmou acreditar que “os riscos de permitir que o presidente [Trump] continue a usar os serviços durante esse período são simplesmente grandes demais”.

O fundador do Facebook afirmou que os eventos na capital americana, onde apoiadores de Trump invadiram na quarta-feira (6) o prédio do Capitólio, “demonstram claramente que o presidente Donald Trump pretende usar seu tempo restante no cargo para minar a transição pacífica e legal de poder para seu sucessor eleito, Joe Biden”.

“Sua decisão de usar a plataforma para tolerar, em vez de condenar, as ações de seus apoiadores no edifício do Capitólio, com razão perturbou as pessoas nos Estados Unidos e em todo o mundo (…) Nos últimos anos, permitimos que o presidente Trump usasse nossa plataforma de acordo com nossas próprias regras, às vezes removendo conteúdo ou rotulando suas postagens quando violavam nossas políticas”, continuou.

Assista e leia também:
Após Twitter, Facebook e Instagram também bloqueiam contas de Trump
Entenda o que é a 25ª Emenda e se Donald Trump pode ser removido do cargo
Democracia dos EUA sofre um ataque inédito, diz Biden após invasão ao Congresso

“Mas o contexto atual agora é fundamentalmente diferente, envolvendo o uso de nossa plataforma para incitar uma insurreição violenta contra um governo eleito democraticamente (…) Portanto, estamos estendendo o bloqueio que colocamos em suas contas do Facebook e Instagram indefinidamente e por pelo menos as próximas duas semanas até que a transição pacífica de poder seja concluída”, concluiu Zuckerberg.

Na quarta-feira (6), o Twitter e o Snapchat também bloquearam temporariamente as contas de Trump enquanto lutavam para reprimir suas alegações infundadas de que a eleição presidencial dos EUA foi fraudada.

Mais Recentes da CNN