Forças russas estão focadas em cercar Kiev, afirma Ministério da Defesa da Ucrânia

Comunicado diz que as tropas russas foram "bloqueadas e paradas na área de Makarov", que fica a cerca de 60 km da capital ucraniana

Barricadas são estruturadas em frente ao Monumento da Independência e soldados patrulham a região, enquanto sirenes são ouvidas em meio aos ataques da Rússia na capital ucraniana, Kiev, em 3 de março de 2022, o 8º dia de conflitos na região
Barricadas são estruturadas em frente ao Monumento da Independência e soldados patrulham a região, enquanto sirenes são ouvidas em meio aos ataques da Rússia na capital ucraniana, Kiev, em 3 de março de 2022, o 8º dia de conflitos na região Aytac Unal/Anadolu Agency via Getty Images

Radina Gigovada CNN

Atlanta

Ouvir notícia

As forças russas estão focadas em cercar Kiev, disse o Ministério da Defesa da Ucrânia em comunicado nesta sexta-feira (4). O comunicado diz que as tropas russas foram “bloqueadas e paradas na área de Makarov”, que fica a cerca de 60 km da capital ucraniana.

O ministério disse que as Forças Armadas da Rússia esgotaram a maior parte de suas reservas operacionais e iniciaram “preparações para a transferência de forças e recursos adicionais dos distritos militares do sul e do leste”.

O presidente russo, Vladimir Putin, disse na quinta-feira (3) que a guerra na Ucrânia está “correndo conforme o planejado”, apesar das avaliações de outros países de que a invasão do Kremlin não ocorreu conforme o planejado. O órgão da Defesa ucraniana disse que as forças russas continuam se preparando para desembarques na costa do Mar Negro.

Investida sobre usina

Nas primeiras horas da manhã desta sexta pelo horário local (por volta de 21h da quinta, dia 3, no horário de Brasília), forças militares russas tomaram a usina nuclear de Zaporizhzhia, no sudeste da Ucrânia. Um incêndio atingiu a planta. O fogo começou em um prédio de treinamento do lado de fora do complexo do reator principal, segundo o Serviço de Emergência do Estado da Ucrânia.

Logo após a confirmação da ocorrência, havia o temor de que o bombardeio provocasse um vazamento de material radioativo, o que não foi reportado até o momento. Segundo as autoridades ucranianas, um prédio de treinamento fora do perímetro da usina foi atingido.

O porta-voz da usina, Andrii Tuz, afirmou que a central não sofreu nenhum dano crítico, embora apenas uma unidade de geração de energia entre seis esteja operando. Ele ainda declarou que pelo menos uma unidade geradora de energia da usina nuclear foi atingida durante o conflito. “Muitos equipamentos técnicos foram atingidos”, explicou o porta-voz à CNN.

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) informou que equipamentos “essenciais” no local da usina nuclear de Zaporizhzhia não foram afetados pelo incêndio, segundo autoridades ucranianas. De acordo com o órgão, “funcionários da fábrica [estão] tomando ações mitigatórias”.

O diretor de Zaporizhzhia disse à rede de televisão Ukraine 24 que a segurança contra radiação havia sido estabelecida no local.

Mais Recentes da CNN