Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    França apoia proibição de importação de petróleo russo, diz ministro da Economia

    País tenta convencer parceiros "hesitantes" da União Europeia a suspender a compra do produto da Rússia

    Altas exportações e uma redução na capacidade de refino significam que os estoques de gasolina diminuíram nos Estados Unidos
    Altas exportações e uma redução na capacidade de refino significam que os estoques de gasolina diminuíram nos Estados Unidos REUTERS/Regis Duvignau

    Simon BouvierChris Liakosda CNN

    Ouvir notícia

    A França apoia a extensão das sanções para proibir as importações de petróleo russo, disse o ministro da Economia francês, Bruno Le Maire, nesta terça-feira (19). “Quando você vê o que está acontecendo no Donbass, é mais necessário do que nunca parar de importar petróleo russo“, disse à rádio Europe 1.

    Le Maire continuou dizendo que foi o petróleo, não o gás, que foi “a primeira fonte de moeda para o regime de Putin por vários anos” e, portanto, “parar as importações russas de petróleo significa prejudicar o financiamento da guerra na Ucrânia para aqueles que estão no poder na Rússia.”

    A França estava tentando persuadir os parceiros europeus a interromper as importações de petróleo russo, acrescentou Le Maire, alegando que alguns países estavam “hesitando” em fazê-lo. “A razão pela qual ainda não estamos lá não é porque a França não deseja”, disse Le Maire. “É porque ainda existem alguns parceiros europeus que estão hesitantes.”

    Falando no início deste mês à CNN, Le Maire disse: “Como a França está preocupada, estamos prontos para ir mais longe e decidir a proibição do petróleo e estou profundamente convencido de que os próximos passos e as próximas discussões se concentrarão nessa questão do proibição do petróleo russo.”

    Alguns antecedentes: no início deste mês, os líderes europeus concordaram em ir atrás do vasto setor de energia da Rússia pela primeira vez, banindo todas as formas de carvão russo da União Europeia. A Comissão Europeia previu que a medida afetaria cerca de 8 bilhões de euros (US$ 8,7 bilhões) em exportações russas por ano.

    O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky reiterou seu pedido por um embargo de petróleo, dizendo em 8 de abril: “Por quanto tempo mais a Europa pode ignorar a introdução de um embargo contra o fornecimento de petróleo da Rússia?”

    A Comissão Europeia diz que cerca de 45% das importações de gás natural do bloco e cerca de 25% de suas importações de petróleo vêm da Rússia. A UE importou cerca de 35 bilhões de euros (US$ 38 bilhões) em energia russa desde o início da guerra.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN