França e Espanha impõem quarentena de 10 dias para viajantes vindos do Brasil

Países europeus tentam restringir a dispersão de novas variantes do coronavírus

Gregory Prudenciano e Stela Jordy, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A França vai impor uma estrita quarentena de 10 dias para todos os viajantes vindos do Brasil a partir de 24 de abril, informou neste sábado (17) o escritório do primeiro-ministro francês, Jean Castex. A iniciativa é um esforço do governo da França para prevenir que a variante do novo coronavírus identificada no Brasil se espalhe pelo território do país europeu. 

A partir de 24 de abril, somente pessoas com residência na França ou que tenham passaporte francês ou da União Europeia poderão entrar na França. 

A quarentena de 10 dias será imposta a todos os viajantes desde a chegada, e autoridades vão fiscalizar, antes e depois dos voos, se os viajantes estão cumprindo as regras de isolamento a contento. 

A polícia também será acionada para assegurar que a quarentena seja respeitada. Antes de embarcar nos voos, os viajantes autorizados terão de apresentar um teste PCR negativo para a Covid-19 que tenha sido feito a até 36 horas.

As mesmas medidas também serão gradualmente implementadas até 24 de abril para pessoas vindas da Argentina, do Chile e da África do Sul, países em que a presença de outras variantes do vírus foram detectadas. 

Pessoas vindas da Guiana Francesa, que faz fronteira com o Brasil, também terão de respeitar a quarentena de 10 dias. 

Nesta semana, a França também decidiu suspender todos os voos vindos do Brasil e também em direção ao país, confirmou o primeiro-ministro no mesmo comunicado em que foi anunciada a quarentena de 10 dias. 

Arco do Triunfo, em Paris, na França
Arco do Triunfo, em Paris, na França
Foto: Benoit Tessier/Reuters (18.mar.2020)

Espanha

A Espanha também anunciou a prorrogação da obrigatoriedade de quarentena para viajantes que chegam ao seu território vindos de 12 países, o Brasil entre eles. A justificativa é a mesma da França: impedir o espraiamento de novas variantes do coronavírus.

Na América Latina, além do Brasil, Peru e Colômbia também estão na lista. Os outros nove países são do continente africano. 

*com informações da Reuters

Tópicos

Mais Recentes da CNN