Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Funcionário do governo da Ucrânia sugere que o país pode atacar território russo

    O chefe da segurança nacional ucraniana, Oleksiy Danilov, disse que o país tem as armas necessárias para atingir alvos na Rússia

    Fred PleitgenTim ListerMick Kreverda CNN

    O chefe da segurança nacional ucraniana, Oleksiy Danilov, insinuou em entrevista à CNN sobre a possibilidade da Ucrânia atacar a Rússia em seu próprio território, não apenas na área ucraniana ocupada.

    “Quanto ao território russo, ninguém nos proíbe de destruir alvos com armas de fabricação ucraniana. Temos essas armas? Sim, temos”, disse Danilov, secretário do Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia, nesta segunda-feira (7).

    Os países ocidentais restringiram a possibilidade da Ucrânia atacar o território russo com armas doadas pelo Ocidente. Embora explosões inexplicáveis ​​tenham ocorrido consistentemente em locais estratégicos na Rússia durante a guerra, a Ucrânia nunca admitiu publicamente a responsabilidade pelos ataques.

    O major-general Kyrylo Budanov, chefe da Agência de Inteligência de Defesa da Ucrânia, previu no mês passado ataques “cada vez mais profundos” dentro da Rússia, longe das linhas de frente, sem reconhecer qualquer papel ucraniano.

    Budanov disse à ABC News em janeiro que estava “muito feliz em ver” os ataques dentro da Rússia, mas não poderia “dar [uma] resposta” até depois da guerra sobre se a Ucrânia desempenhou um papel nesses ataques.

    “Você acha que haverá mais?”, perguntou o jornalista a Budanov. “Acho que sim”, respondeu ele.

    “Dentro da Rússia?”, perguntou o jornalista. “Mais e mais”, respondeu ele.

    Confira as principais notícias sobre Vladimir Putin e o conflito Rússia x Ucrânia na CNN Brasil