Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Google Maps e Waze desativam temporariamente dados de trânsito ao vivo em Israel

    Não foi informado pela empresa se a ação foi realizada a pedido das Forças de Defesa de Israel (FDI)

    Ramishah Marufda CNN

    O Google está desativando temporariamente os dados de tráfego ao vivo em seus aplicativos de serviço de mapeamento, Google Maps e Waze, em Israel, segundo confirmou a empresa de tecnologia na última segunda-feira (23), enquanto o país se prepara para uma potencial invasão terrestre em Gaza.

    “Como fizemos anteriormente em situações de conflito e em resposta à evolução da situação na região, desativamos temporariamente a capacidade de visualização das condições de tráfego ao vivo e informações de ocupação em consideração à segurança das comunidades locais”, disse o Google.

    A empresa não informou se as ferramentas seriam desativadas em Israel, em Gaza ou ambos. Também não informou se a ação foi a pedido das Forças de Defesa de Israel (FDI).

    A CNN entrou em contato com a FDI para comentar o caso. O site Geektime relatou a notícia pela primeira vez.

    O Google fez um movimento semelhante no ano passado, depois que a Rússia invadiu a Ucrânia, informou a Reuters. Na Ucrânia, a companhia desativou temporariamente os dados dos veículos em tempo real.

    O Google Maps acrescentou que “qualquer pessoa que navegue para um local específico ainda receberá rotas que levam em consideração as condições atuais de tráfego”.

    O Google adquiriu o serviço de mapeamento israelense Waze em 2013 e fundiu as duas equipes de produtos em 2022.

    Veja também: Israel prepara “operação multilateral” por mar, terra e ar

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original