Governador de Ohio quer adiar primárias democratas em razão do coronavírus

Mike DeWine recomendou que as eleições sejam postergadas para proteger saúde da população e dos funcionários que trabalham nas seções eleitorais

Eleitor se registra para votar nas primárias americanas de Cincinnati, Ohio, usando máscara
Eleitor se registra para votar nas primárias americanas de Cincinnati, Ohio, usando máscara Foto: Bryan Woolston/Reuters (13.mar.2020)

Da CNN Brasil, em São Paulo

Ouvir notícia

Mike DeWine, governador do estado de Ohio, nos Estados Unidos, quer cancelar a votação das primárias democratas, previstas para acontecer nesta terça (17). Pelo Twitter, ele anunciou que irá propor uma ação judicial, cuja decisão caberá a um juiz. 

“Não podemos dizer à população que fique em casa, mas também que saiam e votem”, escreveu o governador em seu perfil do Twitter. “É minha recomendação que adiemos a votação presencial até 2 de junho”. Até a tarde desta segunda (16), a OMS (Organização Mundial da Saúde) havia confirmado 1.678 casos e 41 mortes pelo COVID-19 nos Estados Unidos.

O governador justificou a pedido dizendo que é necessário se preocupar também com a saúde de quem trabalha nas votações. Os estados do Arizona, Flórida e Illinois também têm primárias programadas para esta terça. A votação em Ohio é uma das mais importantes em desta semana, com o apoio de 136 delegados em jogo.

Leia também:

Entenda como funcionam as primárias nos EUA

Joe Biden e Bernie Sanders se cumprimentam usando os cotovelos
Em debate, Joe Biden (à esq.) e Bernie Sanders (à dir.) se cumprimentam usando os cotovelos por conta de pandemia de coronavírus
Foto: Kevin Lamarque/Reuters

Os principais candidatos na disputa pela indicação democrata são Bernie Sanders e Joe Biden. Neste domingo (15), Sanders disse que a ideia de adiar as eleições deveria ser considerada. “Espero que os governadores ouçam o público e os especialistas de saúde pública, e o que eles estão dizendo é que reuniões de mais de 50 pessoas não são recomendáveis. Estamos pensando em pessoas idosas sentando nas mesas, registrando os eleitores”, falou em resposta à CNN.

Os estados da Louisiana e Georgia já adiaram suas votações — o primeiro mudou de 4 de abril para 20 de junho e o segunda, de 24 de março para 19 de maio. Na semana passada, autoridades dos estados que votarão nesta terça —Arizona, Flórida, Illinois e Ohio— divulgaram uma nota insistindo na continuidade das votações.

“Americanos participaram de eleições em tempos desafiadores no passado, e baseados nas melhores informações de oficiais de saúde pública, estamos confiantes de que os eleitores podem votar de maneira segura e que funcionários saudáveis podem e devem cumprir seu dever patriótico nesta terça”. Com informações da CNN

Mais Recentes da CNN