Governador republicano de Maryland diz esperar que Trump reconheça derrota

À CNN, Larry Hogan afirma que isso é a coisa certa a se fazer pela nação; no sábado (7), ele foi um dos primeiros a reconhecer a vitória de Joe Biden

O governador de Maryland, Larry Hogan, que é republicano, disse esperar que Trump faça a coisa certa e reconheça derrota
O governador de Maryland, Larry Hogan, que é republicano, disse esperar que Trump faça a coisa certa e reconheça derrota Foto: Reprodução/governor.maryland.gov

Nikki Carvajal, da CNN

Ouvir notícia

O governador de Maryland, Larry Hogan, que é republicano, disse esperar que o presidente Donald Trump “faça a coisa certa no final” e reconheça a derrota para Joe Biden na eleição presidencial.

Hogan disse à CNN que Trump “deve pelo menos reconhecer que vai [admitir a derrota], mesmo que demore mais alguns dias para que as cabeças mais frias prevaleçam e o convençam de que é a coisa certa a se fazer pela nação”.

“Todos votamos, contamos os votos e então vivemos com os resultados. É a forma como nosso sistema funciona”, disse Hogan. Ele acrescentou que não “viu nenhuma evidência” de fraude eleitoral como alegado pelo presidente.

“Alguns governadores republicanos são os responsáveis ??pelos estados em questão”, disse Hogan. “Eles não questionaram os resultados.”

Assista e leia também:
Romney diz que não viu fraude e pede aos EUA que apoiem o novo presidente
Opinião: Com os dias contados na presidência, o que Trump pode tentar fazer
Genro aconselha Trump a reconhecer derrota para Biden

Hogan foi um dos primeiros republicanos proeminentes a reconhecer a vitória da chapa de Biden e Harris no Twitter, escrevendo no sábado (7) que “todos deveriam querer que nosso presidente tivesse sucesso porque precisamos que nosso país tenha sucesso”. 

“Temos grandes desafios pela frente como país. Agora, mais do que nunca, precisamos nos unir como americanos”, escreveu Hogan.

“Acho que sempre senti que nossa democracia americana era mais importante do que qualquer pessoa, ou qualquer eleição”, disse ele à CNN na manhã deste domingo (8). “Espero que as cabeças mais frias prevaleçam porque nosso sistema é muito importante.”

Ele também falou sobre as vitórias dos republicanos nas urnas em todo o país, chamando a terça-feira de “uma grande noite para os republicanos”.

“Acho que foi um mandato para a moderação e trabalho conjunto”, disse Hogan. “Em algum ponto, temos que tentar trabalhar para diminuir a temperatura e trabalhar juntos.”

Assista e leia também:
Trump cita criminalista ao pedir que população aguarde conferência de votos
‘Agora é hora de curar os EUA’, diz Biden em 1º discurso como eleito
Twitter deixará de restringir tuítes com conteúdo falso sobre eleição dos EUA

O governador há muito critica abertamente o presidente Trump. Na semana passada, ele condenou as alegações de Trump sobre fraude na eleição, escrevendo que não havia “nenhuma defesa” para Trump “minar o processo democrático”.

Semanas atrás, Hogan disse ao jornal The Washington Post que escreveu Ronald Reagan [presidente republicano de 1981 a 1989] em sua cédula da eleição de 2020 – nos EUA, vários estado que usam votação em papel permitem que o eleitor escrva um nome que não esteja impresso na cédula.

“Sei que é simplesmente simbólico. Não vai mudar o resultado em meu estado. Mas achei importante um voto que mostrasse o tipo de pessoa que gostaria de ver no cargo”, disse Hogan na época .

Hogan também foi questionado se estava considerando uma candidatura à presidência em 2024. Ele não respondeu diretamente.

(Texto traduzido; leia o original em inglês)

Mais Recentes da CNN