Guerra de narrativas, diz especialista sobre revelações de Meghan e Harry

Em entrevista à apresentadora Oprah Winfrey, Meghan afirmou que sua vida na realeza britânica era tão isolada e solitária que ela 'não queria mais estar viva'

Produzido por Renata Souza*, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, Renato de Almeida Vieira e Silva, professor e especialista em realeza britânica, classificou as declarações de Meghan Markle, a duquesa de Sussex, e do marido, o príncipe Harry, sobre a família real britânica como uma “verdadeira guerra de narrativas”.

Em entrevista à apresentadora Oprah Winfrey na noite deste domingo (7), Meghan afirmou que sua vida na realeza britânica era tão isolada e solitária que ela “não queria mais estar viva”.

“Há certos aspectos que a família real britânica, como instituição que é, sempre preservou, como a discussão de assuntos pessoais dentro do ambiente familiar. E alguma dessas revelações colocam questões de ordem pessoal de relacionamento, e que podem dar a impressão de algumas colocações de ordem muito mais pessoal do que prática, sobretudo aquelas de difícil comprovação”, avaliou Vieira e Silva.

“A opinião pública está dividida nesses aspectos, porque se por um lado há gravidade de colocações como racismo e questões ligadas à segurança, saúde mental e difícil relacionamento daqueles que fazem parte da própria instituição, tem um fator também de que o casal estivesse exagerando no tom. Nesse sentido, ganhando mais holofotes da mídia”.

*Supervisionada por Juliana Alves

Mais Recentes da CNN