Havaí oferece viagens gratuitas para quem deseja trabalhar remotamente no estado

O programa chamado de "Movers and Shakas" é uma das iniciativas para aquecer a economia e trazer novos contribuintes para a comunidade

Alaa Elassar, da CNN

Ouvir notícia

 

Para qualquer um que achar a ideia um sonho, o Havaí está oferecendo passagens gratuitas de ida e volta para Oahu para trabalhadores remotos de fora do estado que desejam viver e trabalhar lá e, ao mesmo tempo, contribuir para a economia.

O estado lançou o programa de residência temporária, conhecido como ” Movers and Shakas “, em colaboração com escolas e empresas. O projeto aceitará o primeiro grupo de inscritos até 15 de dezembro.

“Movers and Shakas é um pequeno passo em direção à recuperação econômica e diversificação de nossa economia”, disse Jason Higa, o fundador do grupo, à CNN.

Leia e assista também:

Tribunal de apelações rejeita ação para impedir vitória de Biden na Geórgia
Tempestade de inverno pode se transformar em ciclone bomba no nordeste dos EUA
Estados Unidos têm recorde de novos casos diários de Covid-19

Praia de Hanauma Bay, Havaí
O Havaí é um dos estados americanos com menor taxa de infecções por Covid-19
Foto: Divulgação

“A pandemia”, disse ele, “normalizou o trabalho remoto em um futuro previsível, então acreditamos que esta situação apresenta uma oportunidade para os residentes voltarem para casa e para os profissionais de fora do estado vivenciarem o Havaí, não como turistas, mas como contribuintes membros da nossa comunidade. “

Cinquenta pessoas serão escolhidas para a primeira fase. Candidatos posteriores serão aceitos em uma lista de espera. Para se inscrever, você deve ser um trabalhador remoto e ter pelo menos 18 anos de idade. Os participantes devem se mudar dentro de um mês, após serem selecionados e são obrigados a passar pelo menos 30 dias consecutivos no Havaí

O Havaí atualmente tem a menor taxa per capita de infecções por Covid-19 no país, também tornando-o um dos lugares mais seguros para se viver e trabalhar,” de acordo com o programa em comunicado à imprensa .

Até agora, o Havaí relatou mais de 18.000 casos de coronavírus e mais de 200 mortes pela doença.

Embora passar seus dias de folga tomando banho de sol possa parecer o paraíso, “Movers and Shakas” está procurando especificamente por pessoas que desejam contribuir com as comunidades locais do Havaí.

Os aceitos no programa devem dedicar algumas horas por semana a uma organização sem fins lucrativos, onde podem usar seus conhecimentos e habilidades.

Embora o programa aceite trabalhadores remotos de todos os Estados Unidos, ele também é voltado para ex-residentes do Havaí que desejam retornar.

Entre essas pessoas está Richard Matsui, um dos fundadores dos Movers and Shakas que recentemente retornou ao Havaí de São Francisco.

“Como alguém que nasceu e foi criado no Havaí, sempre sonhei em voltar para casa”, disse Matsui, 35, à CNN. “A pandemia normalizou o trabalho remoto e aproveitei a oportunidade para me mudar para casa.”

Matsui também apontou um dos objetivos centrais do programa: ajudar a diversificar a economia.

“Além de trazer dólares valiosos para nossos negócios locais, o valor real é trazer trabalhadores do conhecimento talentosos que ajudarão a construir nossas comunidades por meio do voluntariado e tornarão nossa economia mais resiliente”, disse Matsui. “Embora a pandemia seja uma crise enorme, ela também apresenta ao Havaí uma oportunidade única na vida de diversificar nossa economia.”, ressalta.

 

 

Mais Recentes da CNN