Homem é solto depois de ficar 43 anos preso injustamente nos EUA

Kevin Stricland foi condenado por crimes que não cometeu após testemunho errado em seu julgamento

Isabela Filardida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O americano Kevin Stricland, de 62 anos, foi solto depois de ficar preso injustamente por 43 anos no estado do Missouri, nos Estados Unidos. Ele havia sido condenado por três homicídios, que aconteceram na década de 1970.

Condenado pelos crimes, ele recebeu uma pena de 50 anos de reclusão, sem possibilidade de condicional, por um júri formado totalmente por brancos.

Em abril de 1978, quatro pessoas foram atingidas por tiros, na cidade de Kansas City, e apenas uma sobreviveu: uma mulher que insistia que Kevin era um dos envolvidos no crime e estava no local no momento do ataque.

Anos depois, ela voltou atrás, disse que se enganou e admitiu que estava bêbada e drogada naquele dia.

A revelação não foi suficiente para inocentar o réu, que permaneceu preso, e que sempre alegou inocência.

Agora, 43 anos depois, as acusações foram anuladas e Kevin está livre. Ao sair da cadeia, o americano disse que ainda estava sem acreditar e que não acreditava que esse dia chegaria.

Mais Recentes da CNN