Imagem de jato dos EUA que caiu no Mar da China começa a circular nas redes sociais

Acidente aconteceu na última segunda-feira e deixou sete feridos em porta-aviões da Marinha norte-americana

O acidente é o primeiro a acontecer com um F-35C, uma variante do caça furtivo monomotor da Marinha dos EUA projetado para operações em porta-aviões
O acidente é o primeiro a acontecer com um F-35C, uma variante do caça furtivo monomotor da Marinha dos EUA projetado para operações em porta-aviões Foto: Marinha dos EUA

Brad Lendonda CNN

Ouvir notícia

As primeiras imagens de um caça furtivo F-35C da Marinha dos Estados Unidos caindo no Mar do Sul da China no início desta semana surgiram nesta sexta-feira (28) nas redes sociais.

O F-35C, um caça furtivo monomotor e o jato mais novo da frota da Marinha dos EUA, caiu no porta-aviões USS Carl Vinson durante operações de rotina na última segunda-feira (24), conforme informou a Marinha.

O avião de guerra de US$ 100 milhões atingiu o convés de voo do porta-aviões de 100.000 toneladas e depois caiu na água. De acordo com oficiais da Marinha, o piloto ejetou com segurança. O comandante da aeronave e seis marinheiros a bordo do Vinson ficaram feridos.

Um porta-voz da 7ª Frota da Marinha dos EUA disse, nesta sexta-feira (28), que uma investigação sobre o incidente está em curso e confirmou que as imagens que surgiram nas mídias sociais desde o acidente são verdadeiras.

“O vídeo e a foto divulgados pela mídia hoje foram feitos a bordo do USS Carl Vinson … durante o acidente”, disse o comandante. Hayley Sims, oficial de Relações Públicas da 7ª Frota.

Uma fotografia ainda mostra o caça furtivo flutuando na superfície do Mar da China Meridional, com a cabine aberta e o assento ejetável ausente.

Queda de Jato F-35C durante voo de teste deixou sete pessoas feridas no Mar da China Meridional
Queda de Jato F-35C durante voo de teste deixou sete pessoas feridas no Mar da China Meridional / Reprodução Twitter

Além disso, um vídeo mostra o F-35 em sua aproximação de pouso para o porta-aviões, mas é interrompido antes que o avião atinja o convés de voo.

A Marinha disse no início desta semana que os danos ao Vinson foram apenas superficiais, e que o porta-aviões está funcionando normalmente.

Segundo o tenente Nicholas Lingo, outro porta-voz da 7ª Frota, uma operação para recuperar o caça do fundo do Mar da China Meridional começou.

Analistas disseram que levantar a aeronave provavelmente seria uma operação muito complexa e que seria monitorada pela China, que reivindica quase todos os 1,3 milhão de milhas quadradas do Mar do Sul da China como seu território.

O F-35C contém algumas das tecnologias mais avançadas da Marinha, e os analistas disseram que Washington gostaria de mantê-lo fora das mãos de Pequim.

No entanto, o Ministério das Relações Exteriores da China disse na última quinta (27) que estava ciente de que um caça furtivo da Marinha dos EUA caiu no Mar do Sul da China, mas “não tinha interesse em seu avião”.

“Aconselhamos [os EUA] a contribuir mais para a paz e a estabilidade regionais, em vez de exercer força a cada curva [no Mar do Sul da China]”, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN