Impeachment de Trump não deve chegar ao Senado nos próximos dias, diz professora

Maristela Basso, professora de Direito Internacional da USP, avaliou à CNN cenário da política americana uma semana antes da posse de Joe Biden

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Apesar da votação desta quarta-feira (13) na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos para que o presidente Donald Trump seja removido do cargo, o pedido de impeachment não deve chegar ao Senado antes da posse de Joe Biden, em 20 de janeiro.

Professora de Direito Internacional da Universidade de São Paulo (USP), Maristela Basso explicou à CNN que, caso seja aprovado na Câmara, existe a possibilidade da presidente da Casa, Nancy Pelosi, atrasar a entrega do pedido de impeachment ao Senado para não prejudicar o início do governo de Joe Biden.

 “[O pedido] não não deve chegar ao Senado nos próximos dias, mas pode chegar depois. Por razões políticas, pode a presidente da Câmara esperar um pouco, cerca de os 100 primeiros dias da administração Biden, para dar a ele certo fôlego, de ter votações de nomeações e planos de governo nos primeiros dias no seu mandato”, disse Maristela.

No Senado, que tem maioria republicana, a especialista afirmou que a rejeição do impeachment não é certeza. “A maioria republicana nesse momento é importante, mas não é decisiva porque há senadores republicanos que nunca foram simpáticos a Donald Trump desde que ele ganhou as primárias, além de outros que ele foi cooptando inimizade ao longo dos últimos quatro anos. Ele não é uma unanimidade entre os republicanos”.

O republicano Donald Trump durante discurso na Casa Branca
O republicano Donald Trump durante discurso na Casa Branca
Foto: CNN (05.nov.2020)

(Publicado por Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN