Incêndios florestais na Turquia já deixaram seis mortos e afetam resorts

Grécia e Itália também sofrem com incêndios florestais neste domingo (1º)

Foto: Chamas e fumaça aumentam após incêndio florestal no distrito de Silifke, em Mersin, na Turquia/Sezgin Pancar

Da Reuters

Ouvir notícia

Os bombeiros da Turquia lutam neste domingo (1) para controlar os incêndios florestais que ainda afetam as cidades turísticas de Manavgat e Marmaris, e alguns turistas foram evacuados de Bodrum, na costa do Mar Egeu.

Desde quarta-feira (28), seis pessoas morreram por causa dos incêndios no sul e oeste da Turquia, e milhares de pessoas foram evacuadas de suas casas. Os moradores locais, bem como as equipes de apoio da Rússia, Ucrânia, Irã e Azerbaijão foram destacados para ajudar os bombeiros turcos.

 A maioria das dezenas de incêndios que eclodiram no país nos últimos cinco dias foi contida, disseram as autoridades. No entanto, os incêndios ainda estavam queimando em Manavgat no sul e em Marmaris no oeste, alimentados pelo calor e ventos sufocantes, disse o ministro das Florestas, Bekir Pakdemirli.

Na popular cidade turística de Bodrum, um grupo de turistas e funcionários do hotel foi evacuado de barco enquanto as chamas se espalhavam e nuvens de fumaça enchiam o céu. Outros turistas foram evacuados nos últimos dias.

Na manhã deste domingo, Pakdemirli disse que o incêndio na área foi contido.

Cerca de 107 dos 112 incêndios que eclodiram nos últimos cinco dias na Turquia foram contidos na manhã de domingo, de acordo com dados do Ministério de Florestas.

Na vizinha Grécia os bombeiros estavam tentando conter um incêndio florestal no oeste do país que destruiu casas e deixou 15 cidadãos hospitalizados com problemas respiratórios, disseram as autoridades.

As temperaturas têm estado altas em grande parte do país nos últimos dias e devem chegar a 44 graus na segunda e terça-feira.

Na ilha italiana da Sicília os bombeiros disseram no sábado (31) que estavam lutando pelo segundo dia consecutivo contra incêndios florestais que atingiram a cidade de Catânia, obrigando as pessoas a deixarem suas casas e o aeroporto local a fechar temporariamente.

Mais Recentes da CNN