Israel decreta quarentena obrigatória durante feriado de Páscoa

Judeus israelenses terão de celebrar o Sêder, jantar parte do calendário pascal, confinados em suas casas

Da CNN

Ouvir notícia
 
Agentes funerários transferem corpo de vítima do coronavírus em Israel
Agentes funerários transferem corpo de vítima do coronavírus em Israel
Foto: Ronen Zvulun/Reuters (2.abr.2020)

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou nesta segunda-feira (6) um decreto em que impõe uma política de isolamento nacional para conter o novo coronavírus. Ele também adiou uma esperada “estratégia de saída”, que aliviaria as restrições de movimentação impostas no país.

Netanyahu também determinou a suspensão de viagens intermunicipais entre a tarde de terça-feira (7) e a manhã de sexta (10).

Normalmente, as estradas ficariam lotadas de famílias viajando para os jantares festivos de Sêder —data que celebra a liberdade dos israelitas após a escravidão no Egito— na quarta-feira à noite. 

Leia também:

Israel testa protótipo de vacina para coronavírus em roedores

“Toda família realizará o Sêder sozinha”, disse o premiê. “Você celebrará apenas com o número limitado de membros familiares que estão agora na sua casa.” 

O Sêder faz parte do calendário do Pessach, a Páscoa judaica, que será celebrada neste ano de 8 a 16 de abril.

De acordo com dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), Israel tem 8.018 casos confirmados e 46 mortes pela COVID-19.

Com informações da Reuters

Mais Recentes da CNN