Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Israel diz que não permitirá entrada de combustível em Gaza; ONU fala que região precisa de 160 mil litros por dia

    Militares alegam que Hamas roubou combustível da ONU anteriormente e que se os hospitais precisarem, "então eles deveriam falar com o Hamas"

    Gaza recebia cerca de 480 mil litros de diesel e gasolina por dia, segundo agência da ONU
    Gaza recebia cerca de 480 mil litros de diesel e gasolina por dia, segundo agência da ONU 17/10/2023REUTERS/Stringer

    Da CNN

    Os militares de Israel não permitirão a entrada de qualquer combustível na Faixa de Gaza, porque o Hamas precisa do recurso para sua infraestrutura operacional, disseram as Forças de Defesa de Israel (FDI).

    O porta-voz das FDI, contra-almirante Daniel Hagari, afirmou que o combustível da Agência de Assistência e Obras das Nações Unidas (UNRWA) foi “roubado pelo Hamas”, em resposta a uma pergunta sobre se Israel consideraria permitir a entrada do recurso em troca de reféns.

    Veja também — Embaixador de Israel pede renúncia do presidente da ONU

    “O Hamas precisa desesperadamente de combustível, e, após roubarem da UNRWA, discutiremos sobre o combustível com o mundo, e se os hospitais estiverem em apuros, então eles deveriam falar com o Hamas – eles [o Hamas] deveriam abastecer os hospitais e os cidadãos. E o mundo deveria exigir que o Hamas o faça”, pontuou Hagari.

    Esse comentário vai contra uma fala anterior do chefe do Estado-Maior das Forças de Defesa de Israel, que ressaltou que serão feitos esforços para fornecer acesso ao combustível em Gaza, onde for necessário para aliviar a crise humanitária, mas que os militares “não permitiriam” que o combustível chegasse ao Hamas.

    “Garantiremos que haja combustível em locais onde eles precisam de combustível para tratar civis. Não permitiremos o combustível para o Hamas, para que eles possam continuar lutando contra os cidadãos de Israel”, disse o chefe do Estado-Maior das FDI, tenente-general Herzi Halevi, durante um discurso ao vivo na TV na tarde desta terça-feira (24).

    Halevi não forneceu mais detalhes sobre como as FDI poderiam fornecer acesso ao combustível aos mais necessitados.

    Gaza precisa de 160 mil litros de combustível por dia, diz ONU

    A Faixa de Gaza precisa de pelo menos 160 mil litros de combustível por dia para abastecer necessidades básicas, como hospitais e padarias, de acordo com Juliette Touma, porta-voz da Agência das Nações Unidas de Assistência e Obras para refugiados palestinos no Oriente Próximo (UNRWA).

    Antes da guerra, a região recebia cerca de 480 mil litros de diesel e gasolina por dia, de acordo com dados do Gabinete das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).

    Dessa quantidade diária, cerca de 400 mil litros foram usados para abastecer a única central elétrica da Faixa de Gaza, ainda segundo dados do OCHA.

    *com informações de Vasco Cotovio, Julia Puckette, Tamar Michaelis e Eve Brennan, da CNN

    *publicado por Tiago Tortella, da CNN