Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Israel diz ter atingido unidades do Hezbollah após ataques do Líbano

    Desde o início da guerra em Gaza, Israel e combatentes do Hezbollah têm se confrontado

    A violência, que em grande parte foi contida na área da fronteira, matou mais de 130 pessoas no Líbano
    A violência, que em grande parte foi contida na área da fronteira, matou mais de 130 pessoas no Líbano Reuters

    Reuters

    Israel disse neste domingo (17) que atingiu locais de lançamento de armas e instalações pertencentes ao Hezbollah no Líbano em resposta ao fogo transfronteiriço, enquanto o grupo apoiado pelo Irã disse haver atacado alvos do exército israelense.

    Israel e os combatentes do Hezbollah têm trocado tiros ao longo da fronteira quase que diariamente desde o início da guerra em Gaza, há mais de dois meses, nas piores hostilidades desde o conflito de 2006.

    A violência, que em grande parte foi contida na área da fronteira, matou mais de 130 pessoas no Líbano, incluindo 94 combatentes do Hezbollah e 17 civis. Em Israel, as hostilidades mataram oito soldados e quatro civis.

    As forças armadas de Israel disseram que responderam aos ataques do Hezbollah com artilharia, disparos de tanques e ataques aéreos contra locais de lançamento, um posto de observação do grupo libanês e o que chamaram de “célula terrorista”.

    O Hezbollah afirmou ter disparado contra uma série de alvos militares israelenses ao longo da fronteira, incluindo o que disse ser um quartel, um centro de comando e um guindaste do exército que instalava equipamentos de vigilância.

    Israel não relatou nenhuma vítima resultante dos ataques que dispararam sirenes de foguetes em áreas do norte de Israel.

    Veja também: Israel: reféns mortos estavam com bandeira branca