Israel e Bahrein reatam relações após mediação dos Estados Unidos

O tratado prevê o estabelecimento de embaixadas nos dois países, voos diretos e cooperação em áreas como tecnologia, agricultura e educação

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Israel e Bahrein anunciaram nesta sexta-feira (11) um acordo que reata a relação entre os dois países. A negociação foi mediada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e é similar ao acordo fechado entre Israel e Emirados Árabes Unidos há algumas semanas.

O tratado prevê o estabelecimento de embaixadas nos dois países, voos diretos e cooperação em áreas como tecnologia, agricultura e educação.

Trump afirmou que esse é um passo importante, um avanço em direção à paz no Oriente Médio.

O presidente americano enalteceu o seu papel no processo, afirmando que dos quatro reconhecimentos que Israel possui, dois foram obtidos nos últimos 72 anos e os outros dois no último mês, contando com a sua intermediação.

Leia também

1º voo de Israel aos Emirados Árabes leva delegações para selar acordo de paz

Emirados Árabes cometem grande erro em acordo com Israel, diz presidente do Irã

Autoridades de Israel e Bahrein se encontram em Manama para selar acordo entre
Autoridades de Israel e Bahrein se encontram em Manama para selar acordo entre os países (11.set.2020)
Foto: CNN Brasil

Bahrein se torna o quarto país do mundo árabe a voltar a ter relações com Israel, que até o momento é reconhecido por Egito, Jordânia e Emirados Árabes.

O Bahrein é um pequeno país próximo da Arábia Saudita com 1,5 milhão de habitantes. O país compõe a coalizão americana de combate ao terrorismo no Oriente Médio e hospeda uma base militar americana.

(Edição: Guilherme Venaglia)

Mais Recentes da CNN