Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Israel pediu que hospital fosse evacuado dias antes de ser alvo de ataque, dizem autoridades de Gaza

    De acordo com o governo israelense, a Jihad Islâmica, grupo ligado ao Hamas, lançou foguetes em direção ao país

    Eyad Kourdida CNN

    O vice-ministro da Saúde da Faixa de Gaza, Youssef Abu Al-Rish, afirmou que dois projéteis israelenses atingiram o Hospital Batista Al-Ahli no sábado (14), três dias antes do ataque que destruiu as instalações na terça-feira (17).

    Al-Rish disse que as Forças de Defesa de Israel procuraram o gerente do hospital, Dr. Maher Ayad, fizeram críticas a ele por “não evacuar as instalações”.

    Segundo o vice-ministro, as FDI disseram a Ayad que os projéteis eram um aviso. Eles “disseram ao gerente do hospital que ele havia sido avisado com dois projéteis, então por que não evacuou o hospital até este momento?”, disse Al-Rish.

    A CNN entrou em contato com a FDI para comentar a reclamação.

    Centenas de pessoas morreram após a explosão de terça-feira no hospital da Cidade de Gaza que abrigava milhares de pessoas deslocadas, disseram autoridades palestinas. Eles culparam Israel pelo bombardeio, embora as autoridades israelenses tenham afirmado que um foguete disparado pela Jihad Islâmica foi o responsável.

    Veja imagens do conflito entre Israel e Hamas

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original