Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Itamaraty enviará 8 diplomatas a Kiev para auxiliar na ajuda aos brasileiros

    Ministro de Relações Exteriores Carlos França informou que irá reforçar o corpo diplomático para auxiliar no plano de evacuação

    Kenzô Machidada CNN

    Brasília

    Ouvir notícia

    O Itamaraty informou, na tarde desta sexta-feira (25), que enviará mais oito diplomatas à Embaixada Brasileira em Kiev, capital da Ucrânia. O objetivo é auxiliar os brasileiros que estão na cidade e desejam deixar o país.

    Dos cerca de 500 brasileiros que vivem no país do Leste Europeu, 200 já procuraram a embaixada. O ministro de Relações Exteriores, Carlos França informou que irá reforçar o corpo diplomático neste momento importante em que a capital foi invadida por tropas russas.

    O governo está com um plano em andamento de evacuação dos brasileiros que estão em Kiev e em todas as províncias atingidas. Até agora, foram enviados R$ 109 mil para despesas, que incluem aluguéis, passagens e despesas de locomoção.

    Mais cedo, o Governo esclareceu que o plano de retirada prevê uma saída ordenada e segura por meio terrestre em direção à Polônia, localizada ao oeste do território ucraniano.

    A ideia, no entanto, será colocada em prática somente se houver condições de segurança. Com o fechamento do espaço aéreo na Ucrânia, a opção de saída é terrestre.

    Também nesta sexta, embaixadores dos países que formam o G7 no Brasil se reuniram em Brasília para discutir o ataque da Rússia à Ucrânia.

    Representantes da Ucrânia, Alemanha, Estados Unidos, França, Japão, Reino Unido e União Europeia cobraram um posicionamento claro do presidente Jair Bolsonaro (PL) em relação à guerra em solo ucraniano. O encontro foi realizado na residência oficial do embaixador da Alemanha, Heiko Thoms.

    Mais Recentes da CNN