Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Kim Jong Un aparece pilotando tanque em exercício militar da Coreia do Norte

    Mídia estatal do país diz que líder guiou manifestação militar, que acontece enquanto manobras conjuntas entre EUA e Coreia do Sul são finalizadas

    Hyunsu Yimda Reuters

    em Seul, na Coreia do Sul

    O líder norte-coreano Kim Jong Un guiou uma manifestação militar e pilotou um novo tanque de batalha, informou a mídia estatal KCNA nesta quinta-feira (14), na mais recente demonstração de força do país isolado, enquanto a Coreia do Sul e os Estados Unidos finalizam exercícios conjuntos.

    Kim expressou “grande satisfação” que o novo tipo de tanque de batalha principal tenha demonstrado com sucesso seu poder impressionante em sua primeira exibição de desempenho na quarta-feira, disse a KCNA.

    O “jogo de treinamento” foi projetado para inspecionar as capacidades de combate das equipes de tanques e torná-las familiarizadas com a ação de combate em diferentes missões táticas, disse.

    “Rapidamente tecendo seu caminho através de várias piores circunstâncias de combate, tanques pesados atingem alvos de uma só vez com ataques poderosos e rompem linhas de defesa fortes com alta manobrabilidade”, disse o relatório.

    A 105ª Divisão de Tanques, que foi declarada a vencedora da batalha simulada, foi a unidade que ocupou a capital sul-coreana, Seul, durante a Guerra da Coreia, disse a KCNA.

    Kim foi acompanhado por altos funcionários, incluindo o ministro da Defesa Kang Sun Nam no evento.

    Em uma fotografia publicada pela KCNA, o líder do estado recluso podia ser visto com sua cabeça saindo de um tanque enquanto a mídia estatal relatava que ele mesmo dirigia o tanque.

    As manobras acontecem enquanto exercícios anuais conjuntos envolvendo a Coreia do Sul e os EUA terminam nesta quinta-feira (14). Os exercícios, conhecidos como exercícios do Escudo da Liberdade, foram os primeiros a acontecer desde que Pyongyang descartou um pacto militar inter-coreano de 2018 com o objetivo de desestabilizar as tensões em novembro.

    Como parte dos exercícios, o exército sul-coreano disse que as forças combinadas realizaram um exercício conjunto em uma base de treinamento na cidade de Pocheon na semana passada.

    A simulação contou com tanques, carros blindados e caças FA-50, disse o exército em um comunicado.

    A Coreia do Norte há muito tempo condena tais exercícios militares como ensaios de guerra, enquanto Seul retrata os exercícios como puramente defensivos.

    A aparição de Kim na manifestação vem depois que ele guiou um exercício de tiro de artilharia pelo Exército Popular da Coreia, a força militar do país, na semana passada.

    A manobra envolveu unidades perto da fronteira que estão em alcance de tiro da “capital do inimigo”, disse a KCNA, referindo-se a Seul, que tem quase 10 milhões de habitantes.