Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Kremlin ameaça retaliação contra uso de armas britânicas doadas à Ucrânia

    Reino Unido estuda flexibilizar restrições ao material doado a Kiev; alvos na Rússia estão vetados, por enquanto

    Kremlin, a sede do governo russo
    Kremlin, a sede do governo russo Reuters

    Da Reuters Moscou

    O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse nesta quarta-feira (10) que a Rússia responderia se a Grã-Bretanha permitisse que a Ucrânia atacasse o território russo com armas britânicas.

    A Bloomberg informou que o recém-eleito primeiro-ministro britânico, Keir Starmer, sinalizou que a Ucrânia pode usar mísseis britânicos Storm Shadow para atacar alvos militares dentro da Rússia.

    Peskov disse que este seria um passo de escalada irresponsável.

    O porta-voz do Kremlin também disse que os militares russos ainda estão trabalhando para criar uma “zona desmilitarizada” na região ucraniana de Kharkiv, mas isso levaria tempo.

    O presidente Vladimir Putin disse em maio que a Rússia estava criando tal zona para proteger as suas regiões fronteiriças dos ataques ucranianos.