Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Líder da Coreia do Norte pede intensificação de campanhas ideológicas

    Kim Jong-Un disse que "nada é impossível de fazer quando as pessoas são motivadas ideologicamente"

    Imagem do líder norte-coreano Kim Jong Un divulgada pela agência estatal KCNA
    Imagem do líder norte-coreano Kim Jong Un divulgada pela agência estatal KCNA Imagem do líder norte-coreano Kim Jong Un, sem data, liberada em 11/10/2021 pela agência estatal KCNA. KCNA/via REUTERS.

    Hyonhee Shinda Reuters

    Ouvir notícia

    O líder norte-coreano, Kim Jong-Un, defendeu uma campanha de propaganda para aumentar o apoio popular à ideologia de autossuficiência do país em meio “às piores dificuldades”, informou a agência estatal de notícias KCNA nesta terça-feira (29).

    Kim enviou uma carta aos dirigentes do Partido dos Trabalhadores que participaram de uma conferência na segunda-feira com o objetivo de aumentar a motivação para o socialismo e promover a inovação no trabalho ideológico do partido, disse a KCNA.

    No despacho, Kim disse que o partido tem “avançado diante das piores dificuldades” e enfatizou a necessidade de espalhar sua visão “juche”, ou autossuficiência.

    “Devemos considerar a força ideológica e moral das massas populares como a principal arma e agitá-la de todas as maneiras”, afirmou ele, segundo a KCNA.

    A teoria juche significa que “nada é impossível de fazer quando as pessoas são motivadas ideologicamente”, disse ele.

    A Coreia do Norte enfrenta problemas econômicos crescentes em meio a sanções sobre seus programas de armas, desastres naturais e lockdowns da Covid-19 que reduziram drasticamente o comércio com a China, sua principal aliada e salvação econômica.

    Os Estados Unidos estão pressionando pelo reforço das sanções internacionais sobre o primeiro teste completo de Pyongyang de um míssil balístico intercontinental na semana passada, apesar da oposição da China e da Rússia.

    A Coreia do Norte não confirmou nenhum caso de Covid-19, mas fechou fronteiras e impôs proibições estritas de viagem e outras restrições.

    Kim disse que a campanha ideológica deve se concentrar em dissipar “espíritos malignos do anti-socialismo” e elementos não socialistas que “devoraram nossa posição revolucionária”, de acordo com a KCNA.

    Mais Recentes da CNN