Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Líderes do G7 se reúnem em videoconferência para discutir ataque iraniano neste domingo

    Presidente dos EUA, Joe Biden, prometeu uma resposta diplomática coordenada do grupo

    Reuters

    A Itália, que detém a presidência rotativa do G7, convocou uma videoconferência dos líderes do grupo neste domingo (14) para discutir o ataque do Irã a Israel na noite de sábado (13).

    A ofensiva iraniana em resposta a um suposto ataque aéreo israelita ao complexo da embaixada do Irão em Damasco, em 1º de abril, aumentou a ameaça de um conflito regional mais amplo.

    “Expressamos a nossa profunda preocupação com uma maior desestabilização da situação na região e continuamos a trabalhar para evitar isso”, disse a primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, na plataforma de redes sociais X.

    A teleconferência do G7 será realizada no início da tarde, horário europeu, informou um comunicado do governo italiano.

    O presidente dos EUA, Joe Biden, prometeu uma resposta diplomática coordenada do G7 ao ataque de drones e mísseis, que condenou, e o ministro das Relações Exteriores italiano, Antonio Tajani, disse esperar que o governo israelense mostre moderação em sua resposta.

    “Espero que o governo israelense adote uma linha cautelosa. Espero que não haja contra-ataque ao contra-ataque”, disse Tajani à estação de rádio RTL 102.5.

    O G7 agrupa os Estados Unidos, Canadá, Itália, Grã-Bretanha, França, Alemanha e Japão. Seus ministros das Relações Exteriores estão programados para se reunirem de 17 a 19 de abril na ilha italiana de Capri.

    Veja imagens dos ataques: