Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Loonkiito, um dos leões mais velhos do mundo, é morto no Quênia

    Animal foi morto por dono de curral no qual havia entrado em busca de presas por estar faminto; país enfrenta seca, que costuma marcar aumento de conflitos entre leões e humanos

    Amarachi Orieda CNN

    Loonkiito, possivelmente um dos leões mais antigos do mundo, foi morto no Quênia aos 19 anos, disse a organização de preservação dos animais Lion Guardians.

    O leão foi morto na última quarta-feira (10) pelo dono de um curral, no qual Loonkiito havia entrado no meio da noite em busca de presas por estar “faminto”, disse a organização.

    Ele era “o leão macho mais velho em nosso ecossistema e possivelmente na África”, disse o Lion Guardians, que anunciou sua morte “com o coração pesado”.

    “Ele era um símbolo de resiliência e coexistência. Nós da Lion Guardians nos sentimos privilegiados por ter testemunhado sua vida e seu legado”, acrescentou.

    A organização atribui a longa vida dos leões selvagens mais velhos nos últimos tempos – em um cenário onde “uma década atrás, não tínhamos leões sobrevivendo além dos 10 anos” – aos esforços das comunidades locais que compartilham a terra com os grandes felinos.

    Um aumento dramático na demanda por energia e materiais nos últimos 50 anos deixou humanos e leões competindo por espaço e recursos, de acordo com o site do World Wildlife Fund (WWF).

    Os leões viajam para longe, às vezes se aventurando fora das áreas protegidas, para procurar presas quando sua fonte de alimento diminui e podem representar um risco para as comunidades humanas quando atacam seu gado. Os agricultores muitas vezes os matam em retaliação ou para evitar conflitos.

    Infelizmente, Loonkiito foi “pego nessa dinâmica”, disse a Lion Guardians.

    O Quênia está enfrentando sua pior seca em quatro décadas.

    A organização disse que o fim de uma seca é comumente marcado por um aumento do conflito humano-leão, uma vez que as presas selvagens se tornam mais difíceis de caçar e os proprietários de gado estão “particularmente vigilantes” após perder tantos animais.

    Este incidente “foi uma situação difícil para ambos os lados, o povo e o leão”, acrescentou.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original