Macron: G20 deve comunicar ao Talibã sobre preço do reconhecimento internacional

Presidente francês disse que essas condições devem incluir igualdade para as mulheres, acesso para operações humanitárias estrangeiras e a não cooperação com grupos terroristas islâmicos

Presidente francês, Emmanuel Macron, fala sobre necessidade de critérios pelo reconhecimento do Talibã pela comunidade internacional
Presidente francês, Emmanuel Macron, fala sobre necessidade de critérios pelo reconhecimento do Talibã pela comunidade internacional 20/09/2021Stefano Rellandini/Pool via REUTERS

Sudip Kar-Guptada Reuters

Ouvir notícia

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse que a próxima cúpula do G20 deve enviar uma mensagem clara ao Talibã sobre as condições para o reconhecimento internacional.

Em uma entrevista à estação de rádio France Inter, transmitida na terça-feira (5), Macron disse que essas condições devem incluir igualdade para as mulheres, acesso para operações humanitárias estrangeiras e a não cooperação com grupos terroristas islâmicos.

“Acredito que o reconhecimento internacional deve ter um preço, e a dignidade das mulheres afegãs, a igualdade entre homens e mulheres, deve ser um dos pontos em que insistimos e deve ser uma condição para nós”, disse Macron.

Referindo-se à cúpula do G20 que deverá ocorrer em Roma no final deste mês, Macron disse: “Falaremos sobre o Afeganistão. Devemos absolutamente, ou seja, nós, os europeus, os americanos, a China, a Rússia, as grandes potências da África, Ásia, Pacífico e América Latina juntos, devemos ter uma mensagem muito clara de que estabeleceremos as condições para o reconhecimento do Talibã”.

Mais Recentes da CNN