Mais de 200 mil crianças foram deportadas da Ucrânia para a Rússia, diz Zelensky

De acordo com presidente ucraniano, política de deportação da Rússia é "criminosa"

Crianças ucranianas são deportadas para áreas remotas da Rússia, acusa Zelensky
Crianças ucranianas são deportadas para áreas remotas da Rússia, acusa Zelensky Foto: Jo Shelley/CNN

Kostan NechyporenkoBex Wrightda CNN

Ouvir notícia

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky acusou a Rússia de seguir uma “política criminosa de deportar nosso povo” para áreas principalmente remotas da Rússia.

Durante seu discurso diário na quarta-feira (1), Zelensky disse que mais de 200 mil crianças foram deportadas até agora.

A Rússia “remove à força adultos e crianças. Este é um dos crimes de guerra mais hediondos da Rússia. No total, mais de 200.000 crianças ucranianas foram deportadas até agora. São órfãos de orfanatos. E crianças com pais. E crianças divorciadas de suas famílias ”, disse Zelenski.

“O Estado russo dispersa essas pessoas em seu território e instala nossos cidadãos, em particular, em regiões remotas. O objetivo desta política criminosa não é apenas roubar pessoas, mas fazer com que os deportados esqueçam a Ucrânia e não possam retornar.”

Ele também disse que até agora pelo menos 243 crianças morreram durante a guerra, 446 ficaram feridas e outras 139 estão desaparecidas.

A CNN não pode verificar independentemente o número de deportações ou vítimas.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN