Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Manifestantes foram presos em mais de 20 universidades em 16 estados nos EUA

    Centenas de pessoas foram detidas; eventos de formatura foram afetados

    A polícia intervém e prende mais de 100 estudantes da Universidade de Nova York (NYU) que continuam sua manifestação no campus em solidariedade aos estudantes da Universidade de Columbia e para se opor aos ataques de Israel a Gaza, em Nova York, Estados Unidos Estados Unidos em 22 de abril de 2024.
    A polícia intervém e prende mais de 100 estudantes da Universidade de Nova York (NYU) que continuam sua manifestação no campus em solidariedade aos estudantes da Universidade de Columbia e para se opor aos ataques de Israel a Gaza, em Nova York, Estados Unidos Estados Unidos em 22 de abril de 2024. Fatih Aktas/Anadolu via Getty Images

    Da CNN

    Centenas de pessoas foram presas em faculdades e universidades dos Estados Unidos durante protestos pró-Palestina. Manifestantes, incluindo estudantes e professores, foram presos em mais de 20 campi em pelo menos 16 estados. Muitas outras instituições registram protestos sem prisões.

    Nesta época do ano, as universidades se preparam para as cerimônias de formatura da primavera.

    A Universidade do Sul da Califórnia, onde quase 100 manifestantes foram presos em 24 de abril, cancelou seu principal evento de formatura.

    Os protestos cresceram depois que um acampamento no campus da Universidade Columbia, na cidade de Nova York, registrou a prisão de mais de 100 manifestantes em 18 de abril.

    As exigências dos manifestantes variam de campus para campus, mas o foco principal é que as universidades se desfaçam de empresas com laços financeiros com Israel, que está em guerra com o Hamas.

    Também houve contraprotestos, resultando em confrontos na Universidade da Califórnia em Los Angeles no domingo (28).

    Veja onde houve prisões desde 18 de abril:

    Mapa mostrando universidades onde ocorreram prisões nos EUA
    Mapa mostrando universidades onde ocorreram prisões nos EUA / CNN