Militares alemães são criticados por resgatar apenas sete pessoas de Cabul

A400M sobrevoou por horas o Afeganistão, mas levou apenas cinco cidadãos alemães, um outro europeu e um afegão

Afegãos tentam deixar o país após o Talibã assumir o comando
Afegãos tentam deixar o país após o Talibã assumir o comando Foto: Reuters

Claudia Otto, da CNN, em Berlim

Ouvir notícia

Os militares alemães foram criticados por resgatar apenas sete pessoas de Cabul em seu primeiro voo de saída do Afeganistão.

Os sete passageiros incluíam cinco cidadãos alemães, um europeu e um afegão, de acordo com um porta-voz do Exército alemão.

Depois de horas circulando no ar devido a uma situação caótica no solo, o A400M poderia pousar brevemente, levar alguns convidados e voar em direção a Tashkent, no Uzbequistão, explicou o porta-voz.

O porta-voz disse ainda que não havia mais gente por perto para evacuar quando pousaram, visto que chegaram à noite e que os Estados Unidos já controlavam o Aeroporto Internacional Hamid Karzai.

Os Estados Unidos cercaram o lado militar do aeroporto ontem (16), depois que milhares de afegãos se reuniram na pista em uma tentativa de deixar o país, enquanto o Taleban controla quem pode realmente entrar no aeroporto. O lado comercial do aeroporto não está operacional.
O avião descarregou as tropas alemãs que viajavam para ajudar no esforço de evacuação nos próximos dias e partiu rapidamente, acrescentou o porta-voz.

Linha do tempo do Talibã

O exército alemão está esperando em Tashkent para enviar o próximo avião para Cabul.

Fotos: a crise no Afeganistão

Texto traduzido. Leia o original em inglês.

Mais Recentes da CNN