Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Militares israelenses abatem míssil disparado do Líbano e contra-atacam

    Segundo as Forças de Defesa de Israel, alvo do míssil terra-ar era "aeronave pilotada remotamente"

    Uma espessa fumaça surge de ataque com foguetes de Israel nos arredores da vila de Dhaira, no sul do Líbano, em 9 de outubro de 2023.
    Uma espessa fumaça surge de ataque com foguetes de Israel nos arredores da vila de Dhaira, no sul do Líbano, em 9 de outubro de 2023. Marwan Naamani/picture Alliance via Getty Images

    Tiago Tortellada CNN

    em São Paulo

    As Forças de Defesa de Israel (FDI) abateram um míssil terra-ar disparado do Líbano contra um “aeronave pilotada remotamente”, segundo comunicado pelas redes sociais neste sábado (28).

    Ainda segundo a nota, os militares atacaram a “origem do lançamento”.

    Também neste sábado, as FDI pontuaram que entraram no norte de Gaza durante a noite e expandiram as operações militares com infantaria e blindados na região, à medida que intensificam o ataque contra o Hamas.

    O porta-voz militar Daniel Hagari afirmou que as forças israelenses ainda estavam “no campo”, sem dar mais detalhes.

    Morte de comandante do Hamas

    As Forças de Defesa de Israel (FDI) afirmaram neste sábado (28) que um ataque com caças matou Asem Abu Rakaba, um dos chefes de operações aéreas do Hamas que teria ajudado a planejar o ataque de 7 de outubro.

    Rakaba teria comandado integrantes do Hamas que invadiram Israel usando parapentes, além de ter sido responsável por ataques com drones contra postos dos militares israelenses, segundo a nota das FDI.

    “Abu Rakaba foi responsável pelos UAVs, drones, parapentes, detecção aérea e defesa do Hamas”, pontuou o comunicado nas redes sociais.