Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ministro da Defesa ucraniano espera adesão do país à Otan no próximo ano

    EUA e outros países da aliança militar não são favoráveis à entrada da Ucrânia enquanto seu embate com a Rússia estiver em curso

    O ministro da Defesa ucraniano, Oleskii Reznikov.
    O ministro da Defesa ucraniano, Oleskii Reznikov. Thomas Lohnes/Getty Images

    Sebastian ShuklaAlex Marquardtda CNN

    O ministro da Defesa da Ucrânia diz que está de olho na cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no próximo ano como um momento possível para a Ucrânia ser admitida na aliança.

    Oleskii Reznikov observou que a cúpula de julho em Washington, DC, nos EUA, será o 75º aniversário da aliança.

    “Quem sabe, talvez seja um dia muito importante para a Ucrânia”, disse Reznikov à CNN. “É apenas a minha previsão.”

    Os EUA e outros países da Otan disseram que é impossível admitir a Ucrânia agora por causa da guerra em curso. O Artigo 5 da aliança diz que os aliados virão em auxílio de um membro se for atacado.

    VÍDEO – Otan enviará mensagem de apoio sobre adesão da Ucrânia à aliança

    Reznikov reconheceu que a Ucrânia só poderá se juntar à aliança quando a guerra terminar, referindo-se ao Artigo 5 e dizendo que “não temos opções de voto unânime” enquanto o conflito estiver em andamento.

    Quando perguntado se ele achava que a guerra terminaria no próximo verão, ele respondeu rapidamente: “Sim. Nós vamos vencer esta guerra.”

    Reznikov minimizou a recusa do governo Biden em se comprometer com a admissão da Ucrânia imediatamente após o fim da guerra.

    “Acho que não é necessário”, disse ele. A Ucrânia terá um processo de admissão simplificado e, enquanto isso, continuará trabalhando nas reformas necessárias, acrescentou Reznikov.

    O ministro da Defesa enfatizou que os benefícios de admitir a Ucrânia na aliança só aumentaram devido à sua luta contra a Rússia.

    “Depois da vitória, depois disso, será do interesse da Otan porque nos tornamos um verdadeiro escudo oriental da Otan ou escudo oriental da Europa“, disse ele. A Ucrânia ganhou “experiência de combate real – como deter os russos, derrotá-los, vencê-los usando o armamento padrão da Otan”, acrescentou.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original