Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ministros árabes promovem reunião histórica com chanceler da Síria

    Encontro na Jordânia visa normalizar as relações entre Damasco e países vizinhos, além de encontrar uma solução pacífica para encerrar a guerra civil que assola o país há mais de uma década 

    Negociações são as primeiras entre o governo da Síria e um grupo de países árabes desde 2011
    Negociações são as primeiras entre o governo da Síria e um grupo de países árabes desde 2011 Jordan Pix/Getty Images

    Suleiman al-Khalidida Reuters

    Amã, Jordânia

    Um grupo de ministros das Relações Exteriores árabes realizou uma reunião histórica com seu colega sírio nesta segunda-feira (1), na Jordânia, para discutir como normalizar os laços com a Síria, como parte de uma resolução política para o conflito de mais de uma década no país, disseram autoridades.

    As negociações são as primeiras entre o governo da Síria e um grupo de países árabes desde a decisão de suspender a adesão da Síria à Liga Árabe em 2011, após uma repressão aos protestos contra o presidente Bashar al-Assad.

    A Jordânia pediu à Síria que se envolva com os países árabes em conjunto em um roteiro passo a passo para acabar com o conflito, abordando as questões de refugiados, detidos, contrabando de drogas e milícias apoiadas pelo Irã na Síria –todas as quais afetam seus vizinhos.

    Antes de os ministros de Síria, Egito, Iraque, Arábia Saudita e Jordânia se sentarem para conversar em Amã, o chanceler sírio Faisal Mekdad se reuniu bilateralmente com seu colega jordaniano Ayman Safadi, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores da Jordânia.

    Eles discutiram sobre refugiados, questões de água e segurança nas fronteiras, incluindo a luta contra o contrabando de drogas, disse o ministério.

    No último dia 17, o presidente sírio, Bashar al-Assad, recebeu o ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, príncipe Faisal bin Farhan, em Damasco, informou a mídia estatal síria, no passo mais significativo até agora para acabar com o isolamento regional sírio de uma década.