Míssil da Coreia do Norte é ‘desestabilizador’, mas não ameaça imediata, dizem EUA

Comando Indo-Pacífico norte-americano condena ação e conclama Pyongyang a se abster de outros atos desestabilizadores após disparo de míssil balístico lançado por submarino

Da CNN*

Ouvir notícia

Os militares dos Estados Unidos consideram o lançamento de um míssil pela Coreia do Norte, nesta terça-feira (19), como “desestabilizador”, mas não uma ameaça imediata ao país ou seus aliados, disse o Comando Indo-Pacífico.

“Os Estados Unidos condenam essas ações e conclamam (a Coreia do Norte) a se abster de quaisquer outros atos desestabilizadores”, disse o órgão, em comunicado.

A Coreia do Norte disparou um míssil balístico lançado por submarino em seu último teste, segundo informações da agência de notícias sul-coreana Yonhap, citando o Estado-Maior Conjunto.

O teste de Pyongyang acontece um dia após o principal enviado dos EUA à Coreia do Norte reiterar os apelos para que o regime de Kim Jong Un inicie um diálogo.

“Os EUA continuam a estender a mão para Pyongyang para reiniciar o diálogo. Nossa intenção continua a mesma. Não temos nenhuma intenção hostil em relação à RPDC e estamos abertos para nos encontrarmos sem pré-condições”, disse o representante especial dos EUA para a Coreia do Norte, Sung Kim, a repórteres em Washington.

Noh Kyu-Duk, representante especial da Coreia do Sul para assuntos de paz e segurança da Península Coreana, disse que teve “consultas produtivas com o representante Sung Kim novamente” e espera que o Norte responda aos apelos para retomar as negociações.

“A Coreia do Sul e os EUA compartilharam nossa avaliação da situação recente na Península Coreana e concordaram ser muito importante manter a situação estável sem aumentar as tensões militares”, acrescentou.

Os chefes de inteligência de EUA, Coreia do Sul e Japão devem se reunir em Seul para discutir o impasse com a Coreia do Norte, entre outros assuntos, informou a agência de notícias Yonhap, citando uma fonte governamental.

O representante especial dos EUA para a Coreia do Norte, Sung Kim, disse que visitará Seul para conversas esta semana.

(*Com informações da Agência Reuters)

Mais Recentes da CNN