Motorista que expulsou mulher por fala racista também sofreu xingamento discriminatório

Mulher disse ao motorista que ele é um "um cara branco, normal, que fala inglês"; companheiro da passageira usou expressão racista em inglês para xingá-lo

Reprodução/Facebook

Tiago Tortellada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Um vídeo de um motorista de aplicativo da Pensilvânia, nos Estados Unidos, expulsando uma passageira após uma fala racista viralizou nas redes sociais nesta semana. A mulher, ao entrar no carro, diz “uau, você é um cara branco” e, após ser perguntada sobre o que havia dito, continuou: “você é, tipo, um cara normal, você fala inglês”.

Os Estados Unidos registram também frequentemente casos de racismo contra imigrantes, o que pode explicar a “comemoração” por um motorista que fala inglês.

Identificado como James W. Bode nas redes sociais, o motorista se recusa a aceitar a corrida, argumentando que a fala foi “totalmente inapropriada”. “E se alguém não branco estivesse sentado aqui, qual seria a diferença?”, afirma Bode.

O homem que acompanhava a passageira xinga o motorista, o ameaçando e falando que “deveria socá-lo”.

Em seguida, utilizando uma expressão racista em inglês, diz que o condutor é “amante de negros”, de forma pejorativa.

De acordo com a gravação e a publicação, o caso aconteceu no dia 13 de maio, perto das 23 h, em Catasaqua, na Pensilvânia, e os passageiros seriam donos do bar Fossils Last Stand, de onde chamaram a corrida.

Bode explica ainda que prestou queixa à polícia devido à ameaça sofrida e que tem avisos no carro sobre a gravação.

Em uma outra postagem, feita no dia seguinte à do vídeo, o motorista afirma que o que ele fez deveria ser feito “em todos os lugares, sempre”, por todos. “Fale se estiver desconfortável com isso, porque isso os deixa [pessoas racistas] desconfortáveis, como deveriam estar”, completa.

Assista ao vídeo (em inglês)

 

Mais Recentes da CNN