Multidão se reúne em Paris para protestar contra violência policial

Movimento ecoa as manifestações nos EUA contra morte de George Floyd, que já adentram oitavo dia consecutivo

da CNN

Ouvir notícia

Uma multidão de pessoas preencheu as ruas próximas da Alta Corte em Paris nesta terça-feira (2) para protestar contra um caso de violência policial.

Mais cedo, a polícia declarou que a manifestação era ilegal — aglomerações de mais de dez pessoas estão proibidas na capital francesa para conter a transmissão da Covid-19. Policiais em traje de choque e mais de 50 viaturas circundam o local.

A manifestação francesa foi organizada por Assa Traoré, cujo irmão Adama morreu em uma abordagem policial em 2016. A hashtag #JusticePourAdama (Justiça por Adama) está entre os assuntos mais comentados do país no Twitter.

“O caso de Adama Traoré é um símbolo da violência policial na França”, disse Assa à CNN internacional.

O movimento ressoa os protestos nos Estados Unidos, que já adentram o oitavo dia consecutivo. Na última segunda-feira (25), George Floyd, um homem negro de 46 anos, morreu após um policial ajoelhar sobre seu pescoço. Nesta segunda-feira (1º), duas autópsias —uma oficial e a outra independente, pedida pela família —concluíram que foi um homicídio. 

(Texto traduzido, clique aqui e leia o original em inglês)

Mais Recentes da CNN